Professores da UFPB começam a se preparar para uma greve geral

Por Rubens Nóbrega O Sindicato dos Professores da UFPB (Adufpb) divulgou nota na tarde desta ...

Por Rubens Nóbrega

O Sindicato dos Professores da UFPB (Adufpb) divulgou nota na tarde desta terça-feira (23) comunicando que amanhã não haverá aula nos campi de João Pessoa e Litoral Norte (Mamanguape e Rio Tinto). O dia será dedicado à mobilização da categoria contra as propostas e medidas do governo Temer para a educação pública superior e flexibilização de direitos dos trabalhadores em geral.

“A paralisação foi definida durante assembleia da categoria realizada no último dia 16, mas não abrange os campi de Areia e Bananeiras”, informa a Aduf, detalhando que a suspensão das atividades em João Pessoa, Mamanguape e Rio Tinto permitirá a realização de atividades que começam às 7h desta quarta, com um café da manhã na entrada do prédio da Reitoria, no Campus I, em frente ao estacionamento.

“Já às 9h30, acontecerá a primeira reunião da Comissão de Mobilização formada durante a assembleia de professores do dia 16 visando à construção da greve geral no País. Em pauta estão os seguintes pontos: informes, preparação do Grito dos Excluídos (7 de setembro) e preparação de assembleia universitária com os três segmentos”, acrescenta a entidade, que na mesma nota convida “todas as pessoas e entidades interessadas em contribuir com a comissão para participar da reunião, que será realizada na sede do Sindicato, no Centro de Vivência do Campus I”.

No período da tarde, a partir das 17h30, será realizado ainda um protesto na entrada do CCHLA (Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes), com a participação dos docentes do Litoral Norte. (Blog do Rubão, com Assessoria de Imprensa da Adufpb)
***

#Política

Você pode gostar também

0 comentários