E a função do prefeito, você sabe qual é?

Por Luanna Brandão Estamos às vésperas de mais uma eleição. Dessa vez definiremos quem comand...

Por Luanna Brandão

Estamos às vésperas de mais uma eleição. Dessa vez definiremos quem comandará o município pelos próximos quatro anos. É chegada a hora, então, de escolher com coerência já que estaremos à mercê das decisões daqueles que forem eleitos. Diante disso, surgem em nossas mentes alguns questionamentos como, o que faz um prefeito? Como ele pode colaborar para o futuro do município? Tais questionamentos são importantes para que façamos a melhor escolha na hora de votar, já que o prefeito, mesmo como chefe do executivo, continuará sendo nosso funcionário e nos devendo satisfações.

Um prefeito nada mais é do o que um representante popular eleito democraticamente pela população de sua cidade. Ele será o líder do povo e terá voz de comando para tratar com outras esferas de governo como estadual e federal. O prefeito é quem sanciona as leis que são elaboradas pelos vereadores na câmara e quem promove políticas públicas em beneficio da comunidade. Também deve partir do prefeito a iniciativa de buscar melhorias para a saúde, educação, habitação, infraestrutura, por exemplo, a fim de que tudo colabore para o bem estar do povo de uma forma geral. O prefeito, portanto, é o responsável pelo erário público municipal, pela concretização de obras e muito mais.

O prefeito é quem executa e dá autorização, quem manda fazer e desfazer – mas tudo deve ser feito de acordo com a necessidade do povo. E que este ponto fique bem claro: DE ACORDO COM A NECESSIDADE DO POVO. Ele (o gestor) jamais deverá fazer algo só por que quer fazer. Um gestor municipal precisa obedecer a princípios estabelecidos na Constituição Federal para estar sempre amparado pela lei. Ele também será responsável pela elaboração de leis, pelo orçamento do município, por gastos, enfim, são muitas as atribuições de um prefeito, mas acredite: em nenhum lugar está escrito que é obrigação do prefeito oferecer ‘mundos e fundos’ em troca de voto.

É por isso que escolher conscientemente em quem vamos depositar a nossa confiança é imprescindível. Não devemos entregar tanto poder a quem não apresenta boas propostas. Não dá pra delegar tantas funções importantes a quem não se importa com o povo, para quem não se dispõe a dialogar com a sociedade, afinal tudo precisa ser feito baseado na necessidade das pessoas.

Dessa forma, eu quero provocar você a questionar os candidatos nesse pleito! Exija propostas! Não estamos mais em tempos de alienação, muito pelo contrário - é a era da informação e o que você mais precisa antes de votar é, justamente, de informação sobre os candidatos. Sendo assim, analise - afinal, você é o patrão e eles (os candidatos a prefeito, neste caso) nossos possíveis funcionários. Quem comanda é você, eleitor. 
***
#ColunaDaLuannaBrandão #Política

Você pode gostar também

0 comentários