O ser humano como ele é

Por Eliabe Castor, jornalista Eu nunca escrevi para os deuses ouvindo música. Não, nunca fiz isso, pois a arpa sempre me sufocou. Ent...

Por Eliabe Castor, jornalista

Eu nunca escrevi para os deuses ouvindo música. Não, nunca fiz isso, pois a arpa sempre me sufocou. Então você pode me perguntar: mas que deuses? Não sei, aqueles que habitam no Olimpo, os que povoaram o império romano, os temerosos nórdicos, os egípcios, hebraico, o deus cristão, os hindus, muçulmanos. Não importa se alguns são taxados como pagãos. Não, definitivamente isso não importa, pois, o deuses se confundem com o próprio ser humano em sua imagem e semelhança.

Muitos irão taxar meu escrito de blasfêmia, outros, quem sabe, irão vibrar, mas digo, com toda a certeza que o ser humano, independente da sua classe, cor, religião, orientação oriental sexual, local que foi criado etc.. é igual a todos. Duvida? Observe a cor do sangue dos indivíduos. É vermelho! Vá para um microscópio e veja a beleza da cadeia genética: nós, humanos, somos semelhantes, independentes se nascemos na Suécia, que falta melanina nos corpos daquele povo que recebe menos incidência solar, ou aqueles que nasceram na África Subsaariana, cuja pele escura os protege contra o mesmo sol escasso para os nórdicos.

No mais, sem buscar alarde, estamos indo para um caminho sem volta. As gerações, de maneira sucessiva, ainda não entenderam que, caso não nos tornemos, de fato, seres humanos, a humanidade está correndo o risco de ser extinta, o que seria uma pena, pois eu ainda tenho longos e bons planos para os próximos 200 anos. É isso!!!!!!

*** 
Você pode acompanhar os textos, contos, poemas do Eliabe Castor de Castro nos seguintes sites e blogs: http://simoneduarte.com.br/ (Campina Grande)http://www.vitrinepolitica.com/ (João Pessoa)

Contato com o autor: eliabe.castor@hotmail.com

***
#ColunaDoEliabe #Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários