João Rafael assina em Brasília termo aditivo para migrar Rádio Cultura para FM

Por Joab Freire, do Nordeste 1 Foi assinado nesta segunda-feira (07) pelo diretor-presidente da Rádio Cultura de Guarabira, João Rafa...

Por Joab Freire, do Nordeste 1

Foi assinado nesta segunda-feira (07) pelo diretor-presidente da Rádio Cultura de Guarabira, João Rafael de Aguiar, o termo aditivo que possibilitará a migração da emissora de AM para FM. A solenidade aconteceu no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Michel Temer (PMDB) que autorizou oficialmente a migração de 240 rádios em todo o Brasil.

Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, a faixa FM tem vantagens em relação à AM, entre as quais melhor qualidade de áudio, redução de custos de operação e manutenção e integração com aparelhos digitais, como tablets e celulares.

A Rádio Cultura de Guarabira, que completou 37 anos em 2016, passará a transmitir através do canal 94,5 MHz na Classe A1.

João Rafael comemorou a nova etapa no processo de migração, de Brasília, o empresário declarou que com a nova potência a emissora deve se renovar através das possibilidades tecnológicas que o sinal de FM permite. “Tudo pronto para a migração, em breve estaremos atuando em FM, são infinitas possibilidades dada a grande potência e a classe. A Rádio Cultura estará cada vez mais presente nos lares dos paraibanos”, declarou.

Após assinar o termo aditivo, Michel Temer fez um breve discurso, no qual disse que as pequenas emissoras locais de rádio ainda são extremamente relevantes para a divulgação de informações.

“Sei, por ser do interior, da relevância que tem uma emissora local para os municípios. Quando eu era menino, eu ouvia as grandes emissoras, mas, evidentemente, também a rádio local. Ela era que mais me informava ao longo do dia. Nós todos tínhamos uma extraordinária sedução pelas informações que vinham pelas emissoras locais”, contou o presidente.

Entre os convidados da solenidade estavam o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) o presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert) e vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo, Paulo Tonet, e o cardeal e arcebispo de Aparecida, Dom Raimundo Damasceno.
***

#SintoniaFina 

Você pode gostar também

0 comentários