Músico cobra uma política cultural ao governador “pelo amor de Deus” e diz: “É a pior gestão cultural desses 32 anos”

Do Blog do Helder Moura Um comentário crítico do músico Xisto Medeiros em seu Facebook desencadeou uma intensa polêmica na rede. Xist...

Do Blog do Helder Moura

Um comentário crítico do músico Xisto Medeiros em seu Facebook desencadeou uma intensa polêmica na rede. Xisto postou: “Governador Ricardo Coutinho, faça alguma coisa pela Cultura do nosso Estado. Até agora só foi criada a secretaria… que saudade de quando ela era apenas sub-secretaria. Só restam dois dos oito anos que lhes foram confiados. Pelo amor de Deus!!!”

O que se seguiu foi um intenso debate, com dezenas de comentários, alguns favoráveis e outros contrários, o que levou o músico a postar novamente, numa oitava mais alta: “Não sou cego nem porradaria nenhuma, sou paraibano e trabalho com cultura a mais de trinta anos aqui. É a pior gestão cultural desses trinta e dois anos.”

Carreira – Xisto Medeiros, atualmente professor do Departamento de Música da UFPB, é um dos músicos mais respeitados da Paraíba, com um trabalho reconhecido em todo País. Em 2007, participou ao lado de Chico César e o Quinteto da Paraíba da abertura dos Jogos Pân-Americanos, realizado no estádio do Maracanã.

Também participou do Master Class com renomados instrumentistas tais como Robert Black (professor de contrabaixo de Connecticut Univerdity-USA) e Milton Maciadre (professor da Universidade de Athens, Georgia-USA.”

Xisto iniciou a sua sua carreira solo com o lançamento do CD “Prana” em 2010, nele uma musica dedicada a sua esposa. Três anos depois, lançou o álbum “Black Xistus” em parceria com diversos artistas como Chico César, Lenine, Zeca Baleiro, Lucy Alves & Clã Brasil, Rinah Souto, Totonho, Fabíola Medeiros e Richard Bona.

***

#Política #Cultura 

Você pode gostar também

0 comentários