Igreja Congregacional apresenta “cantata da esperança”

Aconteceu na noite de domingo (25) a 5ª edição da Cantata de Natal da I Igreja Congregacional de Guarabira, em praça pública. O tema esc...

Aconteceu na noite de domingo (25) a 5ª edição da Cantata de Natal da I Igreja Congregacional de Guarabira, em praça pública. O tema escolhido para este ano foi Cristo Jesus é nossa esperança”, baseado na primeira carta da Paulo a Timóteo 1:1.

Em entrevistas nas rádios da cidade de Guarabira, o pastor Antônio Junior disse que o objetivo da tradicional cantata é ensinar a verdadeira essência do Natal: o nascimento de Cristo, que traz ao mundo uma mensagem de esperança, fé e de mudança de vida.

A Cantata da Igreja Congregacional teve início no ano de 1999, como um evento interno. Mas a celebração natalina ganhou novo formato, com música, texto e encenações. O evento cresceu e em 2011 passou a ser apresentada na Praça do Novo Milênio.

De acordo com o pastor Junior, cerca de 200 pessoas participam da celebração natalina da Igreja Congregacional. Todos voluntários. Eles se apresentam para mais de 2 mil espectadores em duas horas de espetáculo.

Considerando a importância cultural e espiritual da Cantata de Natal, no ano de 2015 ela entrou para o calendário de eventos de Guarabira sob a Lei 1301 de 30 de novembro.

Este ano o evento também ganhou uma função social: ninguém paga ingresso, mas os organizadores arrecadaram alimentos não perecíveis que serão doados a famílias carentes.

A tradicional Cantata de Natal da I Igreja Congregacional de Guarabira teve transmissão pelo Facebook da igreja, pelo site Nordeste1 e ganhou registro na TV Cabo Branco, da Globo. 

***
A abertura da 5ª Cantata de Natal da I Igreja Congregacional de Guarabira se deu com dança e muita alegria. Todo o espetáculo, dividido em duas partes, foi marcado por breves narrações baseadas nos Evangelhos e encenações de alguns personagens das escrituras, também por coreografias e música cristã. Este ano a tradicional cantata destacou do nascimento de Cristo aos principais fatos do seu ministério.

Entre a primeira e a segunda parte do espetáculo, o pastor Antônio Junior, da Igreja Congregacional, falou de ‘Esperança’, considerando o tema. A pregação foi clara, direta e objetiva, totalmente inspirada nas Escrituras.  

O público compareceu e atendeu ao pedido da organização, doando alimentos não perecíveis que suprirão o trabalho de ação social da igreja: toda quarta-feira há a distribuição de um sopão com famílias carentes do município de Guarabira.

Assim como aconteceu na abertura, o encerramento da cantata foi embalado por música e dança, reunindo todo o elenco do espetáculo natalino, celebrando o nascimento de Cristo. Foi lindo!

Insisto, no entanto, que encenação na pista, apesar da projeção de imagem em telão, não é uma boa opção: o público de trás fica sem visualização. Poderiam usar um tablado da próxima vez, quem sabe.

Também não é recomendado passar uma cena atrás de um poste, por exemplo, que também atrapalha a visão e a captação de imagens: fica complicado, sobretudo, para equipes de tevê.

A iluminação melhorou este ano, avalio. Mas ainda sinto falta de um ou dois “canhões de luz” para lançar luz sobre os personagens numa cena, já que todo o cenário é fixo no mesmo espaço da praça.

Eu gostei do roteiro – de fácil compreensão -, da escolha das canções conforme a narrativa bíblica e do cenário. Pessoas amigas com quem eu conversei também aprovaram e prometeram voltar em 2017.

Pelo que observo, o que fora planejado durante três meses de ensaios, foi posto em prática – com algumas poucas falhas que não comprometeram o evento.

Isto não é uma crítica. É apenas uma análise de um observador que quer ver este evento crescer ainda mais, para a glória de Deus e em favor de muitas vidas. Portanto, todos estão de parabéns.

Você pode gostar também

0 comentários