O que achei da primeira temporada de 'Jéssica Jones'? Eu respondo

Como prometi quando publiquei uma breve crítica sobre Luke Cage, seriado exibido pelo Netflix, eu assisti a todos os episódios de Jéss...

Como prometi quando publiquei uma breve crítica sobre Luke Cage, seriado exibido pelo Netflix, eu assisti a todos os episódios de Jéssica Jones e quero comentar sobre a produção. Adianto, então, que nem de longe dá pra comparar Jéssica Jones com Luke Cage. É a minha opinião. Embora não supere, a série Jéssica Jones é legal. Vale a pena assistir.

A primeira temporada de L.C. é, sem dúvidas, muito instigante e envolvente, diferente da J.J. - em todos os sentidos. Em todos mesmo. Espero, portanto, que a segunda temporada seja contagiante. O Luke, inclusive, é um dos personagens da série de Jéssica que, como você deve saber, também é uma personagem dos quadrinhos publicados pela Marvel Comics. 

Criado por Melissa Rosenberg, o seriado J.J. tem 13 episódios. Na trama, a heroína da Marvel tenta viver como uma detetive particular tendo de lidar com vários casos e pessoas com habilidades, cito: o Luke Cage e Kilgrave. Eu destaco a atuação de Krysten Ritter: ela é brilhante no papel de Jéssica Jones.

No geral, o elenco é bom. Roteiro e produção, idem. A trilha sonora deixa a desejar. E em relação aos episódios, de um para o outro, eles não geram expectativas - apesar do suspense e do desenrolar das investigações, da atuação de personagens escrotos como o próprio Kilgrave, das relações explícitas, torturas e, claro, dos atos heróicos de Jéssica.


Das 5 estrelas, dou 3 para a 1ª temporada de Jéssica Jones. Agora é aguardar as próximas temporadas de Luke Cage - que deve repetir a fórmula, acredito – e de Jéssica Jones. Enquanto isso, eu vou iniciar e acompanhar as duas temporadas de Agent Carter, mais uma da Marvel. Espero poder voltar para comentar também este seriado. #Cultura #FilmesESéries

Você pode gostar também

0 comentários