Blog do Ikeda recomenda seriado da Netflix sobre Francisco, 'o Papa do Fim do Mundo'

Eu acabei de assistir, pela Netflix, a série “Pode me chamar de Francisco”, cujo personagem principal é o Papa Francisco. O seriado abord...

Eu acabei de assistir, pela Netflix, a série “Pode me chamar de Francisco”, cujo personagem principal é o Papa Francisco. O seriado aborda um pouco da história de Jorge Mario Bergoglio na década de 1960, desde sua juventude em Buenos Aires, Argentina, à sua vivência como professor vocacionado, influência no período da ditadura argentina entre os anos 70 e 80 e sua ascensão ao trono de Pedro como primeiro Papa sul-americano na história da Igreja Católica em 2013, após renúncia de Bento XVI.

O filme mostra com naturalidade um sacerdote flexível, cheio de amigos, acolhedor, seguro quanto ao seu chamado e resistente às paixões, porém amante de literatura – incluindo textos que contrariavam a Igreja - de futebol, e que desejava ser missionário no Japão. Expõe breves características de sua Ordem, Jesuíta.

Em praticamente todo o seriado, o autor revela um homem conciliador, preocupado com o povo, corajoso, disposto ao diálogo, como Francisco tem sido publicamente – também simpático com o diferente, quando ele se relaciona com outras denominações, por exemplo -, mas convicto de sua fé.

A primeira temporada da série “Pode me chamar de Francisco” tem quatro episódios escritos e dirigidos pelo italiano Daniele Luchetti, nos quais ele também usa fragmentos históricos e bíblicos para ilustrar e fundamentar a história do Papa do ‘Fim do Mundo’.

O papel principal é dividido entre os atores Rodrigo De La Serna e Sergio Hernandez, que representam as diferentes fases da vida de Francisco. O elenco é composto ainda por Mercedes Morán, Muriel Santa Ana, Álex Brendmuhl e Maximilian Dirr.

Após assistir e escrever sobre seriados da Netflix como Luke Cage e Jéssica Jones, eu retorno para indicar este seriado, disponível desde dezembro de 2016. #Cultura #Filme


Você pode gostar também

0 comentários