Estrutura da Festa da Luz cresceu ao longo dos anos. Mas nível das atrações continua baixo na gestão de ZT

Como tuitei recentemente e repliquei no Facebook, eu avalio que a tradicional Festa da Luz, de Guarabira (PB), cresceu em infraestrutura,...

Como tuitei recentemente e repliquei no Facebook, eu avalio que a tradicional Festa da Luz, de Guarabira (PB), cresceu em infraestrutura, sobretudo na gestão de Zenóbio Toscano (PSDB). A edição de 2017 justificará minha afirmação, considerando também as duas últimas edições. Contudo, a festa não avançou em relação ao nível das atrações. Infelizmente. Este ano, a maioria se repete e, novamente, não haverá diversidade musical.

Na Festa da Luz 2017, portanto, algumas atrações se repetirão, assim como o repertório executado durante as cinco noites, cujos temas são os mesmos: “sofrência”, “ostentação”, “traição” e “bebedeira”, por exemplo – nada construtivo e muito menos cultural. Observe! Musicalmente falando, então, teremos ‘mais do mesmo’ de novo. Não haverá nada de diferente além dos nomes das atrações. 

Como já escrevi outra vez aqui no blog, o Parque de Eventos Poeta Ronaldo Cunha Lima é um bom local para a realização de grandes eventos. Eu aprovei. O povo também. Porém, o parque de eventos continua inacabado – o prefeito Zenóbio passou quatro anos e não conseguiu concluí-lo, conforme o projeto. O que existe, de fato, é uma área calçada e uma iluminação instalada. Concluirá nessa gestão? A população espera que sim.

Ainda sobre as atrações da Festa da Luz 2017, não me venha com essa afirmativa de que “o povo gosta”, somente, desse ou daquele tipo de música. Que povo, afinal? Isso não cola! Não cola mesmo! Até porque não houve nenhuma consulta popular. As atrações foram, simplesmente, escolhidas e anunciadas.

Adianto, para conhecimento de todos, que o público da Festa da Luz cresceu ao longo dos anos. Significa dizer que a festa recebe gente de Guarabira, região e de outros estados da federação – um público diversificado que curte vários gêneros musicais. É fato! Por isso defendo que haja diversidade musical, para não deixar uma parte sem opção.

Mas, com ou sem diversidade e opção, o povo gosta de festa e participará do mesmo jeito da Festa da Luz 2017 – até mesmo como opção para sair de casa. E eu conheço gente assim. Eis mais um motivo pelo qual eu acredito que daria para investir mais em outros gêneros e em mais artistas da região, como no passado - mesmo em ano de crise. 

“Faz festa quem pode”, não é prefeito Zenóbio? (declaração dada pelo prefeito de Guarabira Zenóbio Toscano em rede estadual de rádio)

Apesar do apelo comercial e do populismo da maioria das atrações contratadas pela Prefeitura de Guarabira para a Festa da Luz deste ano - para mim, que também sou contribuinte, não basta aparecer na tevê: tem que ser diferente! - que a festa aconteça e que tudo saia como planejado pela organização. É o que desejo e espero, sinceramente.

Fica registrada aqui a minha opinião, com a qual seguidores concordaram em comentários de apoio nas redes sociais. E essas minhas observações valem para quem estiver no poder – independente de partido ou grupo político. Mas quem pensa diferente de mim, como o prefeito Zenóbio Toscano, tem o meu respeito - menos meu apoio. #Cultura #FestaDaLuz2017

Você pode gostar também

0 comentários