Faroeste girassol: por que a violência foi reduzida em alguns Estados e praticamente dobrou na Paraíba?

Blog do Helder Moura A ironia tem marcado o Governo Ricardo Coutinho, quando o assunto é, por exemplo, Segurança Pública. Há poucos d...

Blog do Helder Moura

A ironia tem marcado o Governo Ricardo Coutinho, quando o assunto é, por exemplo, Segurança Pública. Há poucos dias, o governador e sua equipe da área convidaram a OAB e outras entidades, para uma reunião, em que apresentou números favoráveis no combate à violência. Então, o que aconteceu: relatório publicado pelo O Globo mostra a verdadeira realidade da Paraíba no quesito da violência…

De 2005 pra 2015, a taxa de homicídios na Paraíba praticamente dobrou, passando de 18,16 mortes por grupo de 100 mil habitantes, para uma taxa de 35,4 assassinatos, em 2015. Ou seja, um crescimento preocupante, e que apresentou maior incremento precisamente nos últimos seis anos, coincidentemente durante a gestão “republicana” do governador Ricardo Coutinho.

O mesmo que prometeu contratar, pelo menos, cinco mil policiais militares, e reduzir drasticamente o problema da violência em “apenas seis meses de Governo”. O problema é o discurso de sua excelência não casa com a realidade. A Paraíba figura como um dos Estados mais violentos do País, e a Grande João Pessoa como a 4ª região (onde não há guerras) mais violenta do mundo.

Os dados de O Globo, com base no Anuário Brasileiro de Segurança Pública, mostram como a Paraíba (entre outros Estados) está à contramão, ao praticamente dobrar seus índices de violência, enquanto outros como São Paulo e Rio de Janeiro apresentaram considerável decréscimo.

Segundo a reportagem de O Globo, o Brasil (com 25,7 homicídios por 100 mil habitantes) registrou um crescimento de 14,22% no número de assassinatos, entre 2005 e 2015: “Se, por um lado, a queda dos homicídios em Estados populosos como São Paulo e Rio de Janeiro pode ter puxado a média para baixo, o índice de mortes mais do que dobrou em três unidades da federação no Norte e Nordeste.”

Ideias e fatos – “A tua piscina tá cheia de ratos, tuas ideias não correspondem aos fatos…”, já dizia o poeta Cazuza (O tempo não para).
***

#Política 

Você pode gostar também

2 comentários

  1. “A tua piscina tá cheia de ratos, tuas ideias não correspondem aos fatos…” ESSA FRASE COMPLEMENTA COM MAESTRIA A MATÉRIA DESSE SENHOR, (tom irônico) IMPARCIAL E MAGNIFICO COMUNICADOR helder moura

    ResponderExcluir
  2. AINDA REFERENTE AO COMENTÁRIO A CIMA, DE MÍDIA POR MÍDIA, deixo citado aqui a matéria do G1Nordeste (ops, ou será que o folclore ofusca a credibilidade também dessa mídia?) http://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2017/01/pb-tem-reducao-de-12-no-numero-de-homicidios-em-2016-diz-governo.html

    ResponderExcluir