IPG cria Ministério da Família. “Uma família chamada Igreja” é o tema deste ano

IPG O ano começou. E o Ministério da Família também está iniciando as atividades na Igreja Presbiteriana de Guarabira. Neste doming...

IPG

O ano começou. E o Ministério da Família também está iniciando as atividades na Igreja Presbiteriana de Guarabira. Neste domingo (29) ocorre o Culto da Família com o tema proposto para começar o ano: “Uma família chamada Igreja”.

A celebração tem início às 18h30 no templo da IPG, tendo como pregador da noite o presbítero Jofre Garcia. Antes, porém, na Escola Bíblica Dominical, o tema também será apresentado em lição na EBD, a partir das 9h30. Todos são convidados.

A intenção do novo ministério é desenvolver atividades voltadas para as famílias, em especial as da igreja. E oferecer apoio, sobretudo espiritual, em algumas situações, buscando unir as famílias e conscientizá-las da necessidade de frequentar e participar das atividades da igreja.

O Ministério da Família é formado por Quézia Monteiro, Manoely Pessoa e Rodolfo Dantas. Eles tomaram posse no dia 02 de janeiro junto com os demais líderes das sociedades internas.

Os cultos voltados para a família acontecem nos últimos domingos de cada mês. Convide um parente e participe!

*** 

Uma família chamada Igreja

Tessalonicenses 1: 11 nos diz: “Por isso exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis.” Devemos despertar para o olhar de família que devemos ter para com a nossa igreja. Cuidar um dos outros e nos deixar ser cuidados também.

Em Romanos 12:4-5 está escrito: “Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.”

Cada um de nós somos membros do corpo de cristo, que individualmente exerce cada um a sua função e coletivamente trabalha em prol da obra de Deus, contribuindo cada um para que o outro não pereça e glorificando Deus através das nossas vidas, dons e talentos.

A partir do momento em que concordamos que Jesus é o Senhor e que o Senhor nos fez nascer da morte, nós todos somos irmãos e membros do mesmo corpo, compartilhando da mesma promessa. Isso é maravilhoso, não é mesmo? E o mundo mal, com as suas mais estrondosas ilusões, tenta tirar dos irmãos em Cristo essa oportunidade.

Está na hora de pararmos e refletirmos se nós estamos colocando na posição de família a nossa igreja. Se estamos dispensando amor, cuidado e dando atenção a nossa igreja como deveríamos. Se estamos cuidando dos irmãos necessitados, dando a eles um minuto da nossa atenção, uma tarde da nossa semana, uma palavra de incentivo. Se estamos buscando contribuir nos Ministérios que a nossa igreja disponibiliza. Ou se apenas ocupamos os bancos, em uma noite de domingo “para receber aquilo que o Senhor tem pra mim”. Quando o que Deus quer de nós é basicamente o maior de todos os dons: o amor. O seu primeiro mandamento já nos dá uma pista aberta do que ele quer que nós façamos: “Amar a Deus sobre todas as coisas, AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO”.

Para reflexão.


Manuely Pessoa

***
#Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários