Com um celular na mão e uma mente cheia de ideias, estudante de Sertãozinho produz curta-metragem. Filme trata de abuso sexual na infância

“Memórias”. Este é o título de um curta-metragem produzido no interior da Paraíba, no município de Sertãozinho (PB), que pertence à micro...

“Memórias”. Este é o título de um curta-metragem produzido no interior da Paraíba, no município de Sertãozinho (PB), que pertence à microrregião de Guarabira. O filme, de autoria do estudante de Cinema Anderson Alves, foi gravado em apenas dois dias e tem pouco mais de 12 minutos de duração.

O curta é um drama comovente e cheio de verdades. Retrata a situação de Elena que, quando criança, foi abusada sexualmente por seu pai. Por consequência disso, ela passa a enfrentar vários problemas para se relacionar com outras pessoas.

A captação de imagens foi feita a partir de uma câmera de um celular. A produção, de baixo custo, também contou com participação de jovens da própria cidade que nunca trabalharam com cinema, mas são motivados a conhecer e se envolver com a sétima arte.

O roteiro e a direção geral são de Anderson Alves, estudante da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e de Jhony Luiz, técnico de atuação para TV e ator com registradoA produção foi feita para obtenção de nota na disciplina de Oficina de Áudio Visual, do curso de Cinema. 

Em contato com a editoria do Caderno de Matérias, Anderson Alves afirmou ter interesse em seguir carreira de cinegrafista. Ao ser perguntado sobre a aceitação do filme em sua cidade, ele disse que as pessoas viram pelo Youtube - já que ainda não houve o lançamento oficial.

"Pretendemos lançar na Semana Cultural de nossa cidade", adiantou. 

A primeira Semana Cultura de Sertãozinho vai ocorrer de 25 a 29 de abril, em praça pública. #Cultura #Cinema


Você pode gostar também

0 comentários