Estudante volta a cobrar esclarecimentos a PMG acerca do transporte universitário

A estudante Ivana Rinelly, que cursa Direito pela Universidade Estadual da Paraíba, em Campina Grande, voltou a postar em seu perfil n...

A estudante Ivana Rinelly, que cursa Direito pela Universidade Estadual da Paraíba, em Campina Grande, voltou a postar em seu perfil no Facebook acerca do transporte universitário custeado pela Prefeitura de Guarabira. No post, ela pede esclarecimentos sobre a licitação do transporte - se ocorrerá antes ou depois do carnaval, conforme se comenta em grupos de WhatsApp – e dá dicas para o devida cadastramento de estudantes. 



Confira o que na estudante escreveu:

Senhor prefeito Zenóbio,

Antes de qualquer coisa, quero esclarecer que me identifico com sua gestão. No entanto, como estudante, fiquei preocupada com a notícia de q a licitação para os transportes universitários poderia ser realizada após o carnaval, apenas.
Procede esta informação?

Pois nos foi assegurado, a contra gosto nosso e geral dos estudantes da UFPB (cujas aulas iniciaram no dia 17 do mês passado) e universidades públicas de CG (cujas aulas iniciaram no dia 30 do mesmo passado também), na reunião que tivemos no dia 25 de janeiro na secretaria de educação, pela manhã, que a licitação ocorreria no dia 09 de fevereiro, e que os transportes voltariam a trafegar, no máximo, até o dia 15 do mesmo mês, quando já teríamos um mês de faltas para a UFPB e duas semanas, no mínimo, para as universidades de CG.

No entanto, hj recebemos a notícia (ou boato?), via um dos blogs comprometidos com a verdade das notícias da cidade, de que a licitação apenas ocorreria após o carnaval.

Como represento, ainda que extraoficialmente, alguns dos estudantes, os supracitados (e os mais prejudicados em toda essa história), gostaríamos de um esclarecimento.

Senhor prefeito, se há um prazo a ser cumprido, este não pode ser desrespeitado. Imagino que, na verdade, os estudantes que realmente precisam usar o transporte é que estão sendo lesados nesta situação. Boa parte dos estudantes que fazem cadastro permanecem em João Pessoa durante a semana e provavelmente esta é a razão pela qual não comparecem à secretaria para efetuar a inscrição, enquanto aqueles que precisam viajar estão perdendo aulas, sendo prejudicados.

Umas dicas ao senhor e sua equipe:

1. Para os próximos CADASTRAMENTOS E RECADASTRAMENTOS, seria excelente que houvesse um FORMULÁRIO ONLINE, com datas predeterminados e PRAZOS IMPRORROGÁVEIS, nos quais se pudessem enviar os documentos necessários escaneados.

2. Outra dica, que esse formulário fosse preenchido e enviado ANTES DAS AULAS DE TODAS AS INSTITUIÇÕES INICIAREM.

3. Claro, que se houvesse AMPLA DIVULGAÇÃO e dias de antecedência para o cadastramento.

Pode-se considerar como exemplo os sistemas de cadastramento utilizados amplamente, como o Sisu.

As instituições não divulgam seus calendários em cima da hora. Já no final de outubro é possível saber os calendários do ano seguinte.

Quanto aos estudantes que entram após esse tempo de cadastramento, pelo ProUni e FIES, por exemplo, não ultrapassam, em sua imensa maioria, as vagas remanescentes nos transportes, sendo levados em consideração na contagem para o transporte apenas no semestre subsequente à sua entrada na instituição de ensino superior.

Outra realidade é a falta de cobrança em alguns dos transportes das carteirinhas, o que faz com que muitos estudantes não se incomodem em ir busca-las e permitindo muitas caronas, inclusive de funcionários da prefeitura, às cidades vizinhas que estão na rota dos ônibus. Isso é comum e já presenciei estudantes viajando em pé por conta de uma ou duas caronas.

4. Dessa forma, após o período de inscrição e consolidação das inscrições, marcando-se o dia inicial de viagem, a carteirinha poderia ser impressa diretamente do site onde foi realizado o formulário, com a foto e código de verificação online, sendo apresentada juntamente com o horário ou declaração de vínculo, ou número de identificação do ônibus.

Enfim, são algumas dicas para que finalmente esse transporte dê certo.
São simples e que podem fazer com que se realize tanto para a prefeitura, quanto para os estudantes, diminuindo consideravelmente esses transtornos.

Os estudantes que se cadastraram não podem mais ficar a mercê dos irresponsáveis q não tiveram o mesmo compromisso pq apenas usam o transporte para ir na segunda e voltar na sexta.

Grata pela atenção.

Ivana Rinelly, estudante de Direito da UEPB, CG.

*** 
#Sociedade #Política #Educação

Você pode gostar também

0 comentários