Os 84 anos do Antenor Navarro e a reforma que não saiu do papel. A vida segue, a roda gira e a incoerência política continua em Guarabira

Hoje o Colégio Estadual Antenor Navarro  (*), sobre o qual eu já escrevi aqui no blog, completa 84 anos. Apesar do abandono por parte do...

Hoje o Colégio Estadual Antenor Navarro (*), sobre o qual eu já escrevi aqui no blog, completa 84 anos. Apesar do abandono por parte do Governo do Estado, este imóvel não deixa de ser um patrimônio público da cidade de Guarabira (PB) como um dos prédios mais antigos.

Há 1 ano e nove meses as atividades no colégio foram suspensas e os estudantes relocados, para uma eventual reforma no imóvel. Até agora, porém, a tal reforma anunciada não saiu do papel e o velho Antenor Navarro resiste às intempéries totalmente abandonado.

O que me chama atenção é a conivência dos que representam o governo de Ricardo Coutinho (PSB) no município: será que não têm influência para conseguir a reforma de uma escola octogenária ou estão satisfeitos com seus empregos no Estado - e isso basta?

O vereador Renato Meireles, continuação dos Meireles na política local, concorda que não se pode perder a história do Antenor Navarro. Mas ninguém deve se apegar a isso. Foi nesse sentido que Renato comentou sobre o assunto em entrevista no rádio.

“Eu prefiro um novo Antenor Navarro. Um prédio novo. E em conversa com o secretário de Educação, ele me disse que com até um terço do valor que gastaria na reforma, daria para fazer uma nova escola, um novo Antenor Navarro. E eu defendo essa ideia”, declarou.

Em entrevista na Guarabira FM, Renato Meireles (PSB) ainda defendeu que o prédio do Colégio Antenor Navarro abrigue outro órgão do Governo do Estado. Porém, parece que o líder girassol não considerou que, para isso, o local também deve passar por uma reforma.

E se dá, portanto, para reformar o imóvel e deixá-lo pronto para abrigar outro órgão do Estado, não vejo coerência em descartar uma reforma para que o prédio continue funcionando como unidade de ensino. Avalio, então, que falta coerência na fala do nobre vereador.

A vida segue. A roda gira. E, infelizmente, a incoerência política continua: não existe nova política em Guarabira. O que existe mesmo é ignorância e total desprezo por nossa história e pelo patrimônio público - por prédios históricos como o do Antenor Navarro, por exemplo. 

(*) O tradicional Colégio Antenor Navarro foi fundado em 09 de março de 1932, quando passou a contribuir para a formação educacional da população de Guarabira e personalidades da Paraíba. #Política   

Você pode gostar também

1 comentários

  1. Eu prefiro o prédio original. Construir prédios novos todos constroem no Brasil. Um aparelho de valor histórico e arquitetónico como o deste prédio bao pode se acabar. Um povo sem zelar por seu passado eh um povo sem história. Os grandes paises da Eudora e até da América fazem de tudo para preservar sus história,mas dm grande do Brasil isso não é considerado. É um crime deixar esta escola na situação que se encontra, Abandonada há 1 e 11 meses. Estao esperando ela cair para justificar a demolicao do resto?

    ResponderExcluir