Paulino defende chapa com Lira, Cássio, Ricardo e Lucélio para 2018

Antes da entrevista, Raniery e Roberto Paulino foram recepcionados pelo dono do Sistema Correio de Comunicação, ex-senador Roberto Cavalc...

Antes da entrevista, Raniery e Roberto Paulino foram recepcionados pelo dono do Sistema Correio de Comunicação, ex-senador Roberto Cavalcante (Imagem: Wellington Marinho e Fabio Mariano)
Fato a Fato

O ex-governador Roberto Paulino, vice-presidente estadual do PMDB defendeu, durante entrevista ao Correio Debate na tarde desta sexta-feira (17), uma grande composição político partidária e a formação de uma chapa majoritária com Raimundo Lira, Cássio Cunha Lima, Ricardo Coutinho e Lucélio Cartaxo. 

Paulino tratou da eleição de 2018 na Paraíba e na sua visão poderá haver uma união em torno de Raimundo Lira (PMDB) como candidato a governador, Lucélio Cartaxo (PSD) para vice, além de Ricardo Coutinho (PSB) e Cássio Cunha Lima (PSDB) disputando as duas vagas para o Senado Federal. 

“Lira é um dos políticos mais habilidosos da atualidade, inclusive mesmo sendo presidente da comissão no Senado que cassou a então presidenta Dilma Rousseff, conseguiu o respeito e a admiração de senadores e deputados de várias correntes politicas”, lembrou.

Mesmo tendo o nome lembrado em pesquisas, o marido da ex-prefeita Fátima Paulino disse não ter intenção de disputar o Governo do Estado. “Nossa prioridade, entre tantos outras, será manter a união do PMDB, lutar por candidatura própria em 2018 e trabalhar pela reeleição de Raniery Paulino”.

Roberto Paulino foi sabatinado pelos jornalistas Fabiano Gomes, Wellington Farias e Victor Paiva por quase uma hora de programa. O ex-governador falou da reunião do PMDB, avaliou o Governo Ricardo Coutinho II e revelou fatos que ocorreram nos bastidores da campanha política de 2002, quando concorreu ao Governo do Estado. O deputado Raniery esteve acompanhado o pai durante a entrevista. 

Quando perguntado o que defenderá na reunião do PMDB, que seria nesta segunda-feira (20), mas foi adiada novamente, Paulino disse que pregará a união e o fortalecimento do partido. “Temos grandes nomes, a exemplo de Maranhão, Lira e até Veneziano que podem disputar o Governo em 2018, por isso vou lutar pela unificação nesse sentido”, acrescentou.

Avaliação do Ricardo I e II – Em relação a administração estadual, o ex-governador Roberto Paulino disse que Ricardo Coutinho faz um governo positivo pois, mesmo com outros estados enfrentado crises econômicas e financeiras, Maranhão deixou o Palácio da Redenção com as finanças equilibradas. 
***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários