Discretamente, Globo deixa de usar nomenclatura Globo Nordeste em Recife

TV História De forma discreta, sútil e curiosa, a Globo tem deixado de usar o nome Globo Nordeste em sua emissora no Recife, justame...

TV História

De forma discreta, sútil e curiosa, a Globo tem deixado de usar o nome Globo Nordeste em sua emissora no Recife, justamente na semana em que a estação completa 45 anos de sua fundação.

Segundo informações obtidas pelo TV História, trata-se de uma ordem da direção local, que acha ultrapassado chama-la de "Nordeste", sendo que a emissora só cobre boa parte do estado de Pernambuco.

Por conta disso, apenas o nome Globo está sendo usado nas chamadas, com o subtítulo "É Nordeste. É Globo". Além disso, em chamadas de programas locais, não se usa mais a nomenclatura tradicional.

Foi o caso da chamada especial do Globo Repórter que será exibido nesta sexta-feira (28), em comemoração aos 45 anos do canal. Em reportagem feita por Francisco José, lendário repórter da casa, o nome Globo Nordeste sequer é citado.

Veja a chamada:



O fato tem estranhado telespectadores nas redes sociais, que perguntam o motivo desta mudança de nome repentina. O TV História apurou que nomes de jornais não irão ser modificados em Recife, pelo menos neste primeiro momento.

Por lá, o Praça TV se chama NETV, em referência ao nome Globo Nordeste. Havia um comentário dentro do canal de mudança para PETV - PE é a sigla de Pernambuco, mas isto não ocorrerá, por questão de hábito.

A Globo Nordeste foi fundada em 22 de abril de 1972, por Roberto Marinho (1904-2003). Na época, Roberto criou a emissora visando aumentar a cobertura da Globo na Região Nordeste, que, até então, tinha afiliadas apenas nos estados da Bahia (TV Aratu), Ceará (TV Verdes Mares) e Maranhão (TV Difusora).

Por muito tempo, a Globo Nordeste enviava o seu sinal por micro-ondas para outras cidades, como Aracaju (SE), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Natal (PE), entre outras, tendo de fato um caráter mais regional.

No entanto, com um boom de criação de emissoras locais nos anos 80 e 90, ela ficou totalmente restrita à Pernambuco, o que ajuda a entender o reposicionamento discreto da Globo.

TV História procurou, por telefone, uma posição da Globo Nordeste sobre o assunto, mas ninguém quis comentar sobre o caso.
***
#SintoniaFina 

Você pode gostar também

0 comentários