Michele Marques deixa o rádio por uma nova opção de futuro: a internet

Há uma crise no país. Eu falo mesmo de crise econômica, que também atinge os veículos de comunicação. Muita contenção de custos e muita ...

Há uma crise no país. Eu falo mesmo de crise econômica, que também atinge os veículos de comunicação. Muita contenção de custos e muita gente sendo dispensada das redações de impresso e emissoras de rádio e tevê, por exemplo. A radialista Michele Marques, no entanto, pediu para sair da Rádio Constelação FM de Guarabira (PB) alegando que pretende se dedicar a projetos pessoais. Mas a saída da jornalista, sobretudo neste momento, também mostra que nem tudo está indo tão bem na emissora, avalio.  

Após 17 anos no rádio e pouco mais de 02 anos como âncora do noticiário matutino, a comunicadora anunciou desligamento da rádio onde apresentava o Jornal da Manhã, de segunda-feira à sexta-feira. A notícia saiu primeiro no Portal Mídia, seu site de notícias. Dessa vez conseguiram dar furo no meu blog. Porém, adianto: eu já tinha ouvido sobre isso nos bastidores, tanto que entrei em contato com Michele para saber a procedência da informação – ela não negou, nem confirmou. Guardei, não publiquei e levei o furo. Bem feito rs!

Esta é a segunda vez que Michele Marques deixa a 92 FM. Pelo que o Caderno de Matérias apurou, ela não se despediu dos ouvintes - mas deve postar algo nas redes sociais, acredito. Com a saída da locutora, a Rádio Constelação pode contratar um novo profissional – o que eu acho difícil neste momento de recessão – ou remanejar os demais comunicadores conforme a necessidade no jornalismo, para ser mais específico – o que acho mais provável que aconteça.

Alguns avaliam a saída de Michele Marques da 92 FM como algo positivo. Outros, não. São vários comentários nas redes sociais em links repercutidos por sites e blogs. E você, o que acha? Uma coisa é certa: é preciso ter coragem e segurança para deixar uma empresa como a Constelação FM, que tem mais de 30 anos de atividades, para viver da internet por enquanto – que entendo ser, de fato, uma opção de futuro

Sugiro que leiam e observem o crescimento de web rádios e web tvs, por exemplo. Eu, aos poucos, estou desenvolvendo a minha rádio - www.paraibawebradio.com Eis ai também o futuro do rádio: a internet. O rádio não vai 'morrer'. Jamais! Mas esse modelo que conhecemos e ao qual estamos acostumados, certamente, está com os dias contados. 

Em relação aos projetos que a radialista pretende se dedicar, de acordo com o que fora publicado, estão o Portal Mídia e a Web TV Mídia (esta realizou e transmitiu o primeiro debate em vídeo entre candidatos a prefeito de Guarabira, em 2016). 

A matéria publicada no Portal Mídia neste sábado (06) diz que pode vir novidade por ai. O blog tentou saber quais e não conseguiu. O jeito é aguardar. Entretanto, em resposta ao Caderno de Matérias, Michele Marques disse que faz, apenas, uma pausa no rádio:

"É uma pausa. Não é definitivo", garantiu a radialista e empreendedora, que não descarta voltar a fazer rádio no futuro. É o que temos para hoje.

Boa sorte, Michele! #SintoniaFina 

Você pode gostar também

0 comentários