Governo dá calote em fornecedores e escola é obrigada a suspender refeições e aulas

Blog do Helder Moura A prioridade que o Governo Ricardo Coutinho devota à educação já poderia ser aferida nas centenas de escolas fec...

Blog do Helder Moura

A prioridade que o Governo Ricardo Coutinho devota à educação já poderia ser aferida nas centenas de escolas fechadas por ordem de vossa excelência. Ou ainda pelo tratamento que vem dispensando à UEPB. Então, não chega a ser surpresa que algumas escolas estejam suspendendo a oferta de refeição aos seus alunos, por falta de pagamento a fornecedores por parte do Governo.

É o caso, por exemplo, da Escola Estadual Monsenhor Manuel Vieira, em Patos. Em comunicado enviado aos pais de alunos, nesta terça (dia 2), a direção da escola informa que os alunos não terão mais as cinco aulas no turno da manhã (apenas quatro), para serem liberados mais cedo, de modo que possam ir pra casa. A orientação é que só retornem no turno da tarde.

O motivo: “Falta de pagamento aos fornecedores, num montante de R$ 60 mil, correspondente à compra de gêneros dos meses de fevereiro, março e abril.”
***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários