Lula pede que ‘Temer saia logo’ do cargo e defende eleição direta

O ex-presidente   Luiz Inácio Lula da Silva (PT)   disse neste sábado que o presidente   Michel Temer (PMDB)   tem que deixar o cargo “lo...

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse neste sábado que o presidente Michel Temer (PMDB) tem que deixar o cargo “logo” e considerou que seu substituto deve ser definido por meio de eleições diretas.

“Nós queremos que o Temer saia logo, mas não queremos um presidente eleito indiretamente”, disse Lula durante a posse dos novos integrantes do diretório municipal do PT em São Bernardo do Campo, seu berço político, na Grande São Paulo.

“O que queremos é uma eleição direta!”, proclamou Lula, primeiro colocado para a sucessão presidencial em 2018 em todos os cenários pesquisados pelo Datafolha em abril, apesar de ser réu em cinco investigações, três delas na Operação Lava Jato. Neste domingo, pela primeira vez, ele indicou que talvez não se candidate novamente, porque isto “vai depender de muita coisa”. O ex-sindicalista, 71 anos, disse que disputará a eleição apenas se “a Justiça e sua saúde” permitirem.

Este foi o primeiro pronunciamento do ex-presidente desde que veio à tona o escândalo das delações da JBS, principalmente as afirmações do presidente do grupo, Joesley Batista, de que Temer sabia e avalizou o pagamento de propina ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para mantê-lo em silêncio.

Lula disse que “o golpe” que pôs fim em 2016 ao mandato de sua sucessora, Dilma Rousseff (PT), revelou-se “uma mentira” e levou o país à crise atual. O ex-presidente convocou os presentes a comparecer neste domingo à Avenida Paulista em manifestação para pedir a saída de Temer e eleições diretas. (Veja.com, com agências)
***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários