PF entrega relatório e afirma haver indícios de corrupção passiva de Temer

Poder 360 A Polícia Federal apresentou no início da noite desta 2ª feira (19.jun.2017) o relatório parcial das investigações sobre o ...

Poder 360

A Polícia Federal apresentou no início da noite desta 2ª feira (19.jun.2017) o relatório parcial das investigações sobre o presidente da República, Michel Temer. Segundo o documento, há indícios de que o peemedebista cometeu crime de corrupção passiva, junto com seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

O texto, porém, ainda é parcial. Há outras apurações em andamento, sobre as supostas práticas de obstrução à Justiça e organização criminosa por parte do presidente. A Polícia Federal pediu mais 5 dias para finalizar as investigações.

A PF alega que, para encerrar as apurações, precisa que primeiro seja terminada a perícia no arquivo de áudio gravado por Joesley Batista, 1 dos donos da JBS. O empresário registrou conversa com Michel Temer em que o presidente teria concordado com a compra de silêncio de Eduardo Cunha.

Os indícios de crime de corrupção passiva teriam vindo da ação controlada em que Rodrigo Rocha Loures foi gravado recebendo R$ 500 mil. A quantia seria propina recebida em nome do presidente da República.

ENTENDA

Temer é investigado por organização criminosa, corrupção passiva e obstrução à Justiça. No mesmo inquérito, também é alvo o ex-assessor do presidente e ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, preso desde 3 de junho.

A investigação foi autorizada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin após a divulgação de parte do conteúdo da delação premiada da JBS. Trata-se do caso FriboiGate, que se desenrolou na maior crise política já enfrentada pelo governo Temer.

Quem recebe o relatório da PF é o próprio Fachin. Ele deverá remeter o documento à PGR (Procuradoria Geral da República). Espera-se que órgão apresente, nos próximos dias, denúncia contra Temer ao STF. Poderão ser incluídos na denúncia dados colhidos pela Polícia Federal.
***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários