Prefeito diz que Campina não é 'gueto cultural' e Elba responde com elogio a sertanejos

Viver, Diário de Pernambuco O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), rebateu as críticas de Elba Ramalho às festas juni...

Viver, Diário de Pernambuco

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), rebateu as críticas de Elba Ramalho às festas juninas da cidade paraibana. A cantora reivindicou maior espaço para o forró na grade de programação dos eventos do ciclo junino e comentou a presença de sertanejos durante a abertura do São João de Caruaru neste fim de semana. Ao Jornal da Paraíba, o político afirmou acreditar que a cantora estava desinformada sobre a grade do município e disse que não havia espaço para um "gueto cultural". "Respeito a posição de Elba, um ícone de nossa cultura nordestina, e até compreendo seu engajamento cultural, mas creio que ela foi mal informada sobre a festa deste ano", rebateu.

E acrescentou: "Nosso São João cultural não pode ser medido apenas pela grade artística do palco principal do Parque do Povo. Campina mantém projetos importantes como o Sítio São João, a Locomotiva Forrozeira, o Memorial do Maior São João do Mundo, as quadrilhas juninas, o forró pé-de-serra, os eventos tradicionais (como o pau de sebo e a Corrida da Fogueira), as comidas típicas e inúmeras outras manifestações que têm por base nossas raízes culturais mais autênticas". Elba voltou a comentar o assunto por meio de uma publicação no Facebook, na qual agradeceu ao tucano pelo convite para participar da festa e diz que as afirmações feitas em Caruaru não passam de reivindicações.

"Minha fala em Caruaru não foi para criticar, senão reivindicar a participação de mais artistas regionais nas noites alegres do São João Campinense, uma festa caracterizada pelo forró. O forró que aprendemos com Seu Luis , Jackson do Pandeiro, Marinês, Dominguinhos e trios maravilhosos como o Trio Nordestino, Os 3 do Nordeste... Essa é minha humilde opinião, pode não ser a sua, e em nada diminui a admiração que tenho pelos meus colegas sertanejos. Um peso para cada medida. Aprendamos a respeitar as opiniões contrárias, sejamos gentis e educados na discordância. Não vamos mais polemizar, vamos festejar!", publicou. Ela também publicou uma imagem do show na cidade pernambucana na qual afirma "São João tem que ter FORRÓ" e usa hashtag da campanha Devolva Meu São João, encabeçada por Chambinho do Acordeon e Joquinha Gonzaga em abril deste ano como resposta à grade de shows de Campina Grande.

O coordenador de comunicação da Prefeitura de Campina Grande, Marcos Alfredo Alves, também criticou o posicionamento de Elba. "Ao contrário do que ela disse em Caruaru, o São João de Campina Grande mantém em sua programação o irreverente Biliu de Campina (que se apresentou na abertura da festa, sexta-feira passada, e tem shows no palco principal do PP e na Locomotiva Forrozeira programados) e o forró pé-de-serra 'come no centro', literalmente, no Parque do Povo, espalhado nos palhoções ou ilhas, para deleite dos turistas", disse. "A sofreguidão midiática de Elba agora mira o Maior São João do Mundo, onde a artista de Conceição há mais de 30 anos tem um contrato cativo para o dia 23 de junho. Virou tradição. Bom para as finanças dela, principalmente porque se dá ao luxo de cobrar cachê exorbitante, aparentemente imune às críticas", concluiu.

Após receber reclamações por usar a palavra "velha" para referir-se a Elba, o coordenador fez outra publicação: "A expressão 'velha' não teve, em absoluto, nada a ver com a idade biológica de Elba. Esse tipo de postura não faz parte de meu estilo e em nada engrandece quem a usa. O termo foi usado, registre-se, apenas como um reforço de linguagem, um recurso de retórica para evidenciar que o estilo de sempre da cantora em emitir opiniões polêmicas continua vivo, pulsante. Foi o caso do debate sobre a transposição ou mesmo sobre questionamentos sobre cachês altos em anos anteriores. A Elba de sempre, o velho estilo dela e tal". 
***

#Cultura

Você pode gostar também

0 comentários