Leilão da educação: governador terceiriza mais de 600 escolas. Quem dá mais?

Blog do Helder Moura Esta terça-feira (dia 11) deve entrar para a História da Paraíba como o dia em que o governador Ricardo Coutinho...

Martelo de Leilão
Blog do Helder Moura

Esta terça-feira (dia 11) deve entrar para a História da Paraíba como o dia em que o governador Ricardo Coutinho iniciou o loteamento e a privatização a rede estadual de ensino. Não é pouco. Mas, não chega a ser novidade para quem fechou centenas de escolas, deixando milhares de jovens sem opção. Ou quem vem fulminando a Universidade Estadual da Paraíba com o perverso garroteamento de seus recursos.

O governador, como se sabe, voltou a sofrer um surto de terceirização. A fúria privatista do governador, tão característica no início da gestão, quando terceirizou o Hospital de Trauma e outras unidades de saúde pública do Estado, se volta agora contra a rede estadual de ensino. As unidades escolares foram fatiadas em oito lotes, a serem transferidos para a iniciativa privada.

A gestão do ensino público estadual vai passar tudo para a administração das chamadas OS (Organizações Sociais). O processo já foi iniciado com publicação de edital, cujo objeto não deixa dúvida: “Seleção pública para seleção de Organização Social qualificada na área de educação visando a celebração de contrato de gestão pactuada para serviços de apoio nas unidades escolares da secretaria de estado da educação.”

Tudo de acordo com a Lei Nº 9.454, que o próprio RC sancionou em 06 de outubro de 2011. Mais de 600 escolas da rede público, portanto, estão à disposição para quem der mais.

CONFIRA A ÍNTEGRA DO PROCESSO DE… Terceirização da educação edital
***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários