'Punhos de Ferro': primeira temporada não empolga

Na sequencia das séries de super-heróis, iniciei novos plantões assistindo “Iron Fist” (“Punhos de Ferro”), produzida para a plataforma...


Na sequencia das séries de super-heróis, iniciei novos plantões assistindo “Iron Fist” (“Punhos de Ferro”), produzida para a plataforma de filmes Netflix com base em mais um personagem da Marvel Comics. Assinada por Scott Buck, a série estreou em março de 2017 com uma temporada de 13 episódios.

Eu já tinha uma impressão de que dificilmente, como ocorreu com “Jessica Jones”, a temporada de “Punhos de Ferro” se compararia a primeira temporada de “Luke Cage” – que foi demais! E, de fato, não se compara em nada. Vou mais além: é muito inferior a “Jéssica Jones”, observo.

A nova série mostra um personagem influenciado pela cultura oriental que, após ganhar um ‘um poder especial’, encara uma missão lutando por justiça. A influência do Jornalismo é destacada em alguns episódios da série marcada por situações de ganância pelo poder. “Informação é poder!” 

Finn Jones faz o papel de Daniel Rand, um bilionário herdeiro de uma fortuna, que todos pensavam que estava morto após acidente de avião que vitimou seus pais. Salvo, tendo vivido numa cidade mística, onde aprendeu a canalizar seu chi, se tornando o ‘punho de ferro’, ele volta para Nova York rever o seu direito na herança.

A atuação de Finn Jones, no entanto, como protagonista, é ‘fria’ na série. Mas gostei da atuação de Jessica Henwick (Colleen Wing), que dá um show de técnica marcial com sua inseparável espada Katana, e como parceira de luta ainda vive um romance com FJ; e também gostei da Jessica Stroup (que faz o papel da empresária Joy). 

No geral, infelizmente eu avalio que os episódios de “Punhos de Ferro” não superaram minhas expectativas... só empolgam a partir da metade da temporada - nos episódios 8 e 9. Apesar de tudo, para quem curte artes marciais, a série promove o Kung Fu - com destaque para alguns estilos: o do bêbado, por exemplo. 

O final, contudo, é bastante empolgante: achei interessante essa ideia de terminar com um ‘herói’ cheio de dúvidas sobre si, embora vitorioso. A última aparição de Sacha DhaWan (Davos) já dá uma noção do que vem por ai na próxima temporada, quem sabe até partindo da origem do “Punho de Ferro” na cidade de K´un-Lun.

Assista à série pela Netflix e tire suas conclusões! #Cultura #Cinema #SérieDaNetFlix




Você pode gostar também

0 comentários