Raniery defende investigação de Temer, diz-se surpreso com volta de Aécio ao Senado e comenta Caso Geddel

Fato a Fato O deputado estadual Raniery Paulino (PMDB), em entrevista concedida aos radialistas Martins Júnior e Jailson Maia, come...



Fato a Fato

O deputado estadual Raniery Paulino (PMDB), em entrevista concedida aos radialistas Martins Júnior e Jailson Maia, comentou sobre os fatos políticos e jurídicos da atualidade, inclusive dando destaque para os casos do presidente da República, Michel Temer, do senador Aécio Neves e do ex-ministro Geddel Vieira.

Raniery afirmou que, mesmo o presidente da República sendo de seu partido, no caso o PMDB, defende sua investigação perante as instâncias jurídicas. “Ninguém está acima da lei. Todos nós devemos ser investigados”, acrescentou.

O deputado, representante de Guarabira na ALPB, também disse ter ficado surpreso com a decisão de Aécio Neves (PSDB) ter voltado ao Senado Federal. Em relação ao caso, Raniery afirma: “esperava que o senador tivesse perdido o mandato”.

O filho do ex-governador Roberto Paulino classificou a prisão do ex-ministro Geddel Vieira como algo já esperado. Segundo Raniery, quando o ex-assessor de Temer foi alçado ao Ministério, já se comentava acerca das denúncias que corriam contra o ele. 

A entrevista foi realizada, no programa Em Cima da Hora, na tarde desta terça-feira (4), no auditório da Rádio Cultura de Guarabira. O local ficou lotado de amigos, correligionários, vereadores e pessoas do povo.
***
#Política


Você pode gostar também

0 comentários