Governo recua e revogará decreto que extingue reserva mineral na Amazônia

Por  Gabriel Hirabahasi, Poder 360 O governo decidiu voltar atrás e anular o decreto que extinguia a Renca (Reserva Nacional de Cob...

Por Gabriel Hirabahasi, Poder 360

O governo decidiu voltar atrás e anular o decreto que extinguia a Renca (Reserva Nacional de Cobre e Associados), reserva mineral na Amazônia. A região, localizada no Amapá e no Pará, havia sido extinta por 1 decreto assinado por Michel Temer em agosto.

A revogação do decreto de agosto deve ser assinada nesta 2ª feira (25.set) pelo presidente Michel Temer e publicada na edição de 3ª feira (26.set) do Diário Oficial da União.

O motivo foi a repercussão negativa que o ato do Planalto teve. O caso teve uma repercussão ruim e o governo voltou atrás. Primeiro, publicou novamente o decreto, impondo regras para a exploração no local. Depois, decidiu suspender o decreto.

Temer foi aconselhado por seus aliados que não valia a pena manter sua decisão após a repercussão ruim. Só aumentaria ainda mais a rejeição ao seu governo.

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), foi 1 dos que aconselho Temer a recuar. No jantar do Poder360-ideias em 19 de setembro, disse que aconselhou o presidente a desistir da extinção da Renca.
***
#Política 

Você pode gostar também

0 comentários