Professor da UEPB consegue 769 pontos, o dobro da exigência, durante defesa de PCCR

O professor doutor Belarmino Mariano Neto, do Centro de Humanidades da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) em Guarabira (PB), deu mai...

O professor doutor Belarmino Mariano Neto, do Centro de Humanidades da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) em Guarabira (PB), deu mais um passo em sua carreira como docente. Na quinta-feira (31 de agosto), ele fez a defesa de PCCR (Plano de Cargos Carreira e Remuneração). Belo apresentou e defendeu um Memorial Docente, descrevendo suas atividades acadêmicas, docentes e administrativas desenvolvidas de 2014 a 2017, em cumprimento à exigência da Lei 8.441 para progressão do nível de Doutor da classe (D) T.40 para o nível Doutor classe Associado T.40 com dedicação exclusiva.

A exigência para a mudança de titulação é a produção de, pelo menos, um capítulo de livro ou artigo científico. O candidato à progressão de nível, precisa, portanto, juntar, como exigência, atividades docentes de ensino, pesquisa e extensão que garantam no mínimo 300 pontos numa tabela específica. Mariano conseguiu o dobro da exigência de pontos: e garantiu 769 pontos pela banca de examinadores externos, formada pelos professores Drª Emília de Rodat (UFPB), Drº Luis Henrique Cunha (UFCG) e Drª Joana D´arc Araújo (UEPB).

O memorial descritivo apresentado por Belarmino Mariano Neto à banca examinadora contém mais de 120 páginas, quase uma dissertação de Mestrado.

Em seu perfil no Facebook, Belo agradeceu aos professores e a sua família, pelo apoio.

Enquanto alguns professores da UEPB se mostrem claramente acomodados em sua atividade como docente, outros, por sua vez, fazem por onde produzir conhecimento – e conhecimento científico, sobretudo – que, por consequência, termina influenciando na qualidade do ensino na instituição.

O professor Belarmino Mariano é uma das boas exceções e referências nos quadros do campus III da UEPB. Militante do PSOL atualmente, Belo foi candidato a prefeito de Guarabira – com qualidades e conhecimento para gerir um município. Ele também atuou na 2ª Gerência de Ensino em Guarabira, como gerente regional.

Um último registro: embora professores da UEPB estejam progredindo academicamente, todas as progressões de direito foram congeladas pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) – ou seja, mesmo progredindo, muitos professores da instituição continuam sem ter seus direitos garantidos pelo Governo do Estado.

“Viva o trabalho!” #Sociedade

Você pode gostar também

1 comentários