Em carta aberta, concursados dizem que Governo mente sobre segurança e alertam: “As eleições vêm aí”

Blog do Helder Moura Os concursados da Polícia Militar distribuíram carta aberta em redes sociais em que dizem que o Governo do Est...


Blog do Helder Moura

Os concursados da Polícia Militar distribuíram carta aberta em redes sociais em que dizem que o Governo do Estado mente em relação à Segurança Pública e cobram do governador Ricardo Coutinho o cumprimento de suas promessas de campanha, quando se comprometeu a nomear cinco mil policiais militares.

Diz a carta: “O Estado está entregue a bandidagem, e ele (o governador) como sempre querendo fazer política, e da pior forma, com uma área como a Segurança Pública, quer criar uma Guarda Militar Temporária(GMT), já suspensa por uma cautelar referendada pelo pleno do TCE-PB, por ter indícios de contratações ilegais.”

E ainda: O recado que deixo para o governador, é que não destrua o restante da credibilidade que o Governo dele ainda tem, com tanta mentira, argumentos chulos, e ilegalidades que tanto cerceiam essa gestão do executivo estadual, as eleições vem aí. Segurança se faz com concursados, governador, não com gambiarras.”

CONFIRA A INTEGRA DA CARTA…

Hélder Moura, venho aqui usar do seu espaço, na mídia imparcial nesse estado para divulgar minha enorme indignação com o que o governo vem fazendo com a sociedade paraibana, sem nenhum apreço a população, mentindo de forma exacerbada, com relação à Segurança Pública. Como todos sabem, o efetivo da polícia militar, vem diminuindo de forma muito rápida, todos os anos temos em média 1.000 baixas na corporação, como todos sabem.

Em 2016 o governador, em uma atitude inlouvável, destinou dos 320 convocados para a PM, 230(72%)  para a Capital, como forma de uma jogada política para tentar eleger a candidata do partido dele (PSB) Cida Ramos a prefeita de João Pessoa, querendo continuar com o monopólio ditatorial, censuralista, indialogável que reina aqui no estado, o fruto dessa politicagem, que é nato do governador Ricardo Vieira Coutinho, trouxe um preço para a região do agreste e sertão, que receberem respectivamente 60 e 30 novos alunos soldados para a PM, o que explica os índices alarmantes de criminalidade e assaltos a banco nessas regiões, que ele tenta maquiar, como sempre, com dados falsos – mas contra fatos não há argumentos.

Ultimamente tem formado soldados e vem falando em aumento de efetivo, o que é mentira, pois esse soldados formados hoje, foram os frutos de uma manobra política dele com Cida Ramos (PSB), que esses mesmos alunos após uma semana de curso já estavam nas ruas tentando passar para a sociedade uma falsa sensação de segurança e tentando de forma ineficiente, tampar o buraco no efetivo da PM.
O Estado está entregue a bandidagem, e ele como sempre querendo fazer política, e da pior forma, com uma área como a Segurança Pública, quer criar uma Guarda Militar Temporária(GMT), já suspensa por uma cautelar referendada pelo pleno do TCE-PB, por ter indícios de contratações ilegais, o que de fato é – mais uma forma de fazer curral eleitoral no estado, também já julgada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal(STF).

Quero acordar a sociedade para a forma como esse governados a trata, com toda enrolação que pode vir de um político, obras baratas (como as estradas feitas por ele, que na primeira chuva, mais parecem uma peneira), contratações ilegais na Educação (agora faz anuncia um concurso que com certeza será regido por ilegalidades e manobras políticas como foi o da PM/BM – 2014).

Temos uma ação no Ministério Público Estadual(MPB-PB), a qualquer momento o Estado pode ir buscar um acordo, segundo o artigo 19 da Lei de Responsabilidade Fiscal(art. 19, LRF), “contratações feitas decorrentes de acordo judicial não gera vínculos a LRF” e também entendimentos já formandos em tribunais superiores a exemplo do RMS 25715 STJ; RMS 24733 STJ “o término do prazo de validade do concurso não acarreta a perda do objeto da ação, anteriormente ajuizada”, levando em conta todo esse arcabouço jurídico que ampara a situação dos APROVADOS PM/BM – 2014, vemos que a insistência em o Excelentíssimo Gov. Ricardo Vieira Coutinho, em não buscar solucionar essa questão da segurança pública, mais especificamente nas regiões do agreste e o sertão – que foram prejudicados por politicagem dele com Cida Ramos(PSB) de forma célere, econômica e eficaz (princípios da administração pública) efetivamente e legalmente, como reconhece o Ministério Público Estadual, titular da ação supracitada, não nos resta outro ponto de visão como o de que Ricardo Coutinho(PSB) quer mais uma vez , fazer jogada política com a segurança pública e continuar prejudicando a qualidade de vida dos paraibanos, uma pena.

O recado que deixo para o governador, é que não destrua o restante da credibilidade que o Governo dele ainda tem, com tanta mentira, argumentos chulos, e ilegalidades que tanto cerceiam essa gestão do executivo estadual, as eleições vem aí. Segurança se faz com concursados, governador, não com gambiarras como essa “GMT”, seja um Governo legalista e promova como pede o MPPB a segurança para os paraibanos, segurança se faz efetivo.”



*** 
#Política


Você pode gostar também

0 comentários