Professora denuncia: sítio arquelógico em Araçagi está sendo destruído

Pouca gente sabe, mas em Araçagi (PB), na microrregião de Guarabira, agreste paraibano, há um sítio arqueológico que fica na zona rural ...


Pouca gente sabe, mas em Araçagi (PB), na microrregião de Guarabira, agreste paraibano, há um sítio arqueológico que fica na zona rural do município – é o sítio Lagoa do Caju. O local é bastante visitado, e atrai, sobretudo, estudiosos e pesquisadores devido os escritos rupestres encontrados nas rochas.

O parque arqueológico de Araçagi, no entanto, está sendo destruído. É o que denuncia a professora Silvinha França, que tem estado atenta pela divulgação e preservação daquele espaço arqueológico que também é patrimônio cultural de Araçagi. No Facebook, a professora Silvinha postou imagens mostrando a situação no local.



Ao chegar ao sítio para uma ‘aula de campo’, a docente viu que tinham comprometido uma parte da rocha principal, onde há arte rupestres. Nas pedras, há figuras elípticas e desenhos que aparentam retratar pessoas e até discos voadores – alguns dessas itaquatiaras os pesquisadores já conseguiram entender, outras ainda são um mistério.

Para Silvinha França, embora esteja localizado numa área particular, o sítio arqueológico de Araçagi tem “grande valor cultural para a humanidade e faz parte da identidade da comunidade local”. “Tem também um grande potencial turístico”, afirma.

Para tornar a área uma ‘área de preservação’, o proprietário – já que o terreno é particular - poderia transformar o local em uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) para manter e preservar a riqueza arqueológica encontrada em Araçagi.  

Em resposta a editoria do blog, a professora Silvinha apontou para uma medida de proteção imediata: uma audiência entre o poder público e o proprietário, por exemplo, para firmarem um termo de compromisso para evitar degradação, mas sem proibir visitações ao local.

A professora agora apela para as autoridades para que tomem as devidas providências e descubram quem anda causando dano ao patrimônio cultural da cidade - antes haviam destruído as placas sinalização e agora tentando destruir a própria história. #Cultura #Sociedade 


Você pode gostar também

0 comentários