Raniery Paulino descarta aliança com Zenóbio Toscano em 2018

"O prefeito Zenóbio foi meu adversário na última eleição, será nesta eleição (2018) e será na próxima (2020), por que o PMDB terá ca...

"O prefeito Zenóbio foi meu adversário na última eleição, será nesta eleição (2018) e será na próxima (2020), por que o PMDB terá candidatura própria". A declaração é do deputado estadual Raniery Paulino (PMDB) ao descartar completamente a possibilidade de uma aliança política com o prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano (PSDB), seja nas eleições do próximo ano ou de 2020.

Raniery disse que o PMDB tem uma tese de candidatura própria e que seu grupo político está aberto ao diálogo com todos os partidos. Mas, ressaltou o parlamentar, desde que sejam verificadas as alianças programáticas.

"Temos que preservar as essências de cada um para a aliança, de fato, ser forte. Não é uma aliança de subjugação. Não podemos nos submeter a isso", afirmou, enfatizando que uma pacificação em Guarabira com o prefeito Zenóbio Toscano nunca lhe foi colocada. "Esse não é o meu desejo. Nunca nem admitimos, nem estudamos essa possibilidade", completou.

As afirmações do deputado peemedebista vão de encontro as declarações dadas pelo ex-governador Roberto Paulino esta semana que, mesmo afirmando que irá "resistir o quanto puder", admitiu a possibilidade de se unir ao grupo Toscano.

Raniery Paulino disse, inclusive, que tem recebido pedidos para colocar seu nome à disposição para as eleições municipais em 2020 e que, embora não esteja no seu projeto pessoal, tem que considerar esses "apelos".

"Não tenho nenhum inimigo na política, mas tenho adversários. Nós disputamos as últimas eleições municipais contra o prefeito Zenóbio, nas eleições de 2018 meu projeto é de reeleição para deputado estadual, coincide com o projeto da filha do prefeito, a deputada Camila. Em 2020 o PMDB terá candidatura própria para derrotar, inclusive, o grupo do prefeito Zenóbio Toscano. Então, eu fui adversário dele na última eleição, serei na próxima e serei também em 2020", reafirmou Raniery. (Assembleia da Paraíba)
***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários