Eleitores paraibanos poderão votar apresentando apenas e-título em aplicativo para smartphone

Click PB Faltando apenas dez meses para a primeira eleição com identificação de 100% dos eleitores através da biometria na Paraíba, u...

Click PB

Faltando apenas dez meses para a primeira eleição com identificação de 100% dos eleitores através da biometria na Paraíba, uma novidade que tem chamado atenção é o título de eleitor virtual, um aplicativo gratuito que substitui o documento de papel. Os eleitores podem acessar uma via de seu título eleitoral através do smartphone ou tablet e inclusive apresentar apenas esta via na hora do voto.

Segundo explicou o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), José Cassimiro, quando o eleitor acessa pela primeira vez o título eletrônico virtual são requisitadas todas as suas informações pessoais para poder fazer uso do aplicativo.

Na hora do voto basta apresentar o aplicativo no smartphone, que terá a função de documento, de acordo com o secretário de tecnologia do TRE-PB. “Chega na seção eleitoral só com seu smartphone no bolso, abre o aplicativo, mostra ao mesário, faz a biometria, vota e quando terminar pega de volta o aparelho”, detalhou José Cassimiro.

Caso deseje apresentar o título de eleitor eletrônico, não é necessário nem levar outro documento pessoal com foto, de acordo com José Cassimiro, já que o próprio aplicativo já possui a foto do eleitor, que foi feita no cadastramento eleitoral.

Apesar da novidade, o eleitor ainda pode utilizar o título de eleitor impresso em papel juntamente com um documento de identificação com foto. Ou, pode ainda somente levar seu documento de identificação pessoal com foto até a seção em que vota. Em todos os casos a identidade do eleitor será confirmada com a impressão digital através da biometria.

O e-título foi lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 1º de dezembro e surgiu através de uma iniciativa do TRE do Acre, que desenvolveu a ferramenta em conjunto pelos servidores da área de TI do Tribunal Superior Eleitoral.

***
#Política

Você pode gostar também

0 comentários