Maranhão rebate RC: 'Se prezasse a geração de empregos não deixaria a Ambev ir pra Pernambuco por causa de tantos impostos'

Blog do Helder Moura O senador Zé Maranhão voltou a lamentar a “atitude pouco republicana e que não correspondeu à verdade” do govern...

Maranhão no Intrometidos b22jan2017
Blog do Helder Moura

O senador Zé Maranhão voltou a lamentar a “atitude pouco republicana e que não correspondeu à verdade” do governador Ricardo Coutinho, no episódio do Grupo Ferreira Costa, quando quis atribuir ao parlamentar e ao prefeito Luciano Cartaxo culpa por eventual desistência da empresa se instalar em João Pessoa: “Foi mais uma tentativa de desqualificar quem não reza por sua cartilha.”

E lembrou o senador: “Se ele prezasse mesmo para defender a geração de empregos na Paraíba, a Ambev não teria transferido a sua unidade fabril para Pernambuco, por não suportar o tratamento que o seu Governo dispensa às empresas, com uma das maiores cargas tributárias do País, que termina por inviabilizar a atividade produtiva na Paraíba, como estamos vendo.”

“Além da Ambev, a empresa Elisabeth decidiu transferir uma nova unidade fabril, que seria instalada na Paraíba, para Canguaretama, no Rio Grande do Norte, precisamente por conta desse arrocho fiscal desmedido. Então, é pura balela quando o governador arma um circo, como ocorreu nesse caso do Grupo Ferreira Costa, sob o pretexto de defender geração de empregos no Estado”, acrescentou Maranhão.

E arrematou: “Mas, o que dizer de um governante que, diante da escalada de explosões de agências bancárias, deu a declaração que deu, afirmando que a culpa era dos próprios bancos? Ou seja, o dever de oferecer segurança pública vale para todos os Estados do País, menos na Paraíba. Essa é a forma como o governador trata quem gera empregos no Estado. Isso só acontece na Paraíba.”
***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários