Lira não acredita em intervenção na Paraíba: 'não faz o menor sentido'

Click PB Após a reunião do Conselho da República na manhã desta segunda-feira (19), em Brasília, o senador Raimundo Lira (MDB-PB), memb...

Click PB
Após a reunião do Conselho da República na manhã desta segunda-feira (19), em Brasília, o senador Raimundo Lira (MDB-PB), membro do Conselho, falou sobre o encontro. A pauta foi a segurança pública, e o paraibano descartou a possibilidade de que a intervenção que ocorre no estado do Rio de Janeiro venha a ocorrer na Paraíba.
"No caso da Paraíba não faz o menor sentido. Os índices de violência no estado não estão entre os mais altos do Brasil, Não temos semelhanças com o Rio Grande do Norte, o Ceará, o Sergipe. Essa possibilidade não tem qualquer cabimento", assegurou o senador.
Durante a reunião Lira ainda discutiu o que vem sendo chamado de "novo cangaço" e comparou os assaltantes de banco aos terroristas que atuam internacionalmente. "O método que eles usam para agir são os mesmos dos terroristas: explosivos e armas de guerra. Nos últimos 14 meses, 81 agências bancárias, agências dos Correios e caixas eletrônicos foram alvos da ação desses bandidos", lamentou.
Votação -O senador explicou que o conselho, formado por nove membros votou pelo apoio à decisão da intervenção federal no Rio de Janeiro. "Dos nove membros, sete foram favoráveis. Apenas dois se abstiveram, que foram o senador, líder da minoria no Senado, Humberto Costa (PT-PE) e o líder da minoria na Câmara Federal,  José Guimarães (PT-CE)", revelou.
Lira ainda destacou que o Brasil precisa mudar o rumo que está seguindo na área de segurança pública e citou o estudo do diretor do Centro de Estudos da Violência da Universidade de Cambridge, Manuel Eisner, que mostra que dos 20 países mais violentos do mundo, 14 estão na América Latina, e o Brasil é um deles.
"O mundo está ficando menos violento. Segundo esse estudo é possível que nos próximos 30 anos seja possível reduzir em 50% os homicídios em todo o mundo, mas o Brasil e a América Latina só têm visto a situação piorar a cada dia. A violência traz um prejuízo para as famílias e para as instituições no Brasil", ponderou Lira.
A reunião do Conselho da República foi convocada pelo presidente Michel Temer para discutir a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. 
*** 
#Política 

Você pode gostar também

0 comentários