Professores da UEPB decidem paralisação para ocorrer no dia 4 de abril

Click PB Os professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) divulgaram na noite desta quinta-feira (22) que irão paralisar suas ...

Click PB
Os professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) divulgaram na noite desta quinta-feira (22) que irão paralisar suas atividades no dia 4 de abril para cobrar reposição salarial de 26,42% e respeito à autonomia da Instituição.
A decisão foi tomada hoje pela manhã, durante uma assembleia geral da categoria, realizada no Campus de Campina Grande.
Na assembleia, a diretoria apresentou um relato detalhado e contextualizado da campanha salarial 2018, do início de janeiro, momento da data base dos servidores estaduais, até agora.
A proposta de realizar um Dia de Paralisação foi aprovada na assembleia da semana passada e para hoje foi indicado que a data seria definida.
Inicialmente surgiram propostas para o dia 28 de março, mas surgiram ponderações da diretoria da ADUEPB que seria véspera do feriado da Semana Santa e sem tempo suficiente para mobilização da categoria.
Os professores decidiram aderir a proposta de paralisação apresentada pela diretoria, no dia 04 de abril, e ela foi aprovada por unanimidade. Até a data, a ADUEPB realizará uma série de atividades de mobilização nos oito campi da UEPB.
Informes 
Durante a assembleia a diretoria da ADUEPB também repassou informes sobre a audiência que participou na Promotoria da Educação de Campina Grande, para tratar do excessivo número de professores substitutos existentes na universidade, realizada na segunda-feira, dia 19 de março.
Compareceram à audiência apenas as representações da diretoria da ADUEPB e do ANDES-SN. O deputado estadual Anísio Maia, não compareceu mas justificou e a Reitoria da ADUEPB não participou e não justificou sua ausência. A audiência foi remarcada para o dia 16 de abril. Hoje, existem na UEPB um total de 420 professores substitutos.
SINDIFISCO
Durante a assembleia da ADUEPB, o diretor do Sindfisco, Antônio Pereira, repassou os informes da mobilização que sua categoria está realizando e os preparativos uma greve por tempo indeterminado a partir do dia 28 de março.
ANDES-SN
Também foram repassadas informações sobre os preparativos para a realização da eleição da nova diretoria do ANDES-SN, que ocorrerá no dia 09 e 10 de maio.
ADUFCG
A presidente da ADUFCG, Luciana Leandro, também participou da assembleia e apresentou as iniciativas que o Comitê Municipal em Defesa da Escola Pública está realizando para barrar o projeto de lei que proíbe o  suposto “ensino de ideologia de gênero nas escolas municipais”.
***
#Política #Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários