Correio Debate constata nome limpo de Paulino para a disputa ao Senado

Fato a Fato Os radialistas Nilvan Ferreira, Vitor Paíva e João Costa, apresentadores do radiofônico Correio Debate, destacaram o nom...


Fato a Fato

Os radialistas Nilvan Ferreira, Vitor Paíva e João Costa, apresentadores do radiofônico Correio Debate, destacaram o nome do ex-governador Roberto Paulino (MDB) como ficha limpa na disputa para o Senado Federal pelo Estado da Paraíba. O programa desta sexta-feira (27) foi de análise de quem tinha restrições junto aos órgãos judiciais na disputa das eleições de 2018.

Com um mecanismo de internet às mãos, o radialista Nilvan Ferreira, por exemplo, recebia o nome do pré-candidato, fazia a consulta junto aos sites do TRE-PB (Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba) e do TSE (Tribunal Superior Eleitora) e depois divulgava se o agente político era ficha limpa ou ficha suja. 

A consulta foi feita com os pré-candidatos ao Senado Federal pelo Estado da Paraíba. Citando os nomes, o programa Correio Debate referiu-se a Manoel Júnior (PSC), Daniella Ribeiro (PP), Cássio Cunha Lima (PSDB), Roberto Paulino (MDB), Luiz Couto (PT), Veneziano Vital do Rego (PSB), Nelson Júnior e Nivaldo Mangueira, ambos do PSOL, Gregória Benário (PCdoB) e Eva Gouveia (PSD).

Dos pré-candidatos consultados, o nome de Roberto Paulino apareceu como sem restrição alguma junto aos órgãos judiciais, inclusive no TSE. "Não tem restrição. Não aparece na lista de ficha suja, nem responde a quaisquer processos ou ações junto a Justiça, quer seja em primeira ou segunda instâncias. Não tem condenação alguma. Ele é ficha limpa. Está limpo", anunciou Nilvan Ferreira.

Durante a consulta feita pelos apresentadores do Correio Debate, vários outros pré-candidatos ao senado pela Paraíba apresentaram restrições e até condenações judiciais, estando inclusos na lista do TRE-PB enviada ao Tribunal Superior Eleitoral e que estão (momentaneamente) impedidos de disputar a eleição desse ano.

Candidato do MDB - O nome do ex-governador Roberto Paulino aparece como opção do MDB estadual para a disputa de uma das duas vagas ao Senado Federal pela Paraíba. Paulino tem dito que seu projeto não esse, mas se o seu partido o escalar para a disputa, não vai fugir da luta. "Se meu estado quiser um candidato ficha limpa, ofereço-me a esse novo desafio".

- A primazia é formar uma grande aliança com outros partidos para as vagas ao Senado. Temos aí o PSC, PDT e outras legendas. Por isso, não pretendo me candidatar. Queremos o melhor para o MDB e a Paraíba - afirmou Paulino.
***
#Política

Você pode gostar também

0 comentários