Metade dos docentes no país não recomenda a própria profissão

Professores dizem que falta continuidade de boas políticas e alinhamento dos programas educacionais com a sala de aula (Foto: Arquivo/Agên...

Professores dizem que falta continuidade de boas políticas e alinhamento dos programas educacionais com a sala de aula (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

Agência Brasil
No Brasil, metade dos professores não recomendaria a um jovem se tornar educador, por considerar a profissão desvalorizada, revela a pesquisa Profissão Docente, iniciativa da organização Todos Pela Educação e do Itaú Social.
De acordo com o levantamento feito pelo Ibope Inteligência em parceria com a rede Conhecimento Social, a maioria (78%) dos professores disse que escolheu a carreira principalmente por aspectos ligados à afinidade com a profissão. Entretanto,  33% dizem estar totalmente insatisfeitos com a atividade docente e apenas 21% estão totalmente satisfeitos.
Durante a pesquisa, foram entrevistados 2.160 profissionais da educação básica em redes públicas municipais e estaduais e da rede privada de todo o país, sobre temas como formação, trabalho e valorização da carreira. A amostra respeitou a proporção de docentes em cada rede, etapa de ensino e região do país, segundo dados do Censo Escolar da Educação Básica (MEC/Inep).
***
#Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários