Técnicos administrativos da UEPB também decidem paralisar contra falta de diálogo do Governo e pela autonomia da universidade

Mais uma paralisação nos quadros do serviço público estadual. Há mais de quatro meses, os técnicos administrativos do Estado estão em gre...

Mais uma paralisação nos quadros do serviço público estadual. Há mais de quatro meses, os técnicos administrativos do Estado estão em greve, a espera de uma audiência com o governador Ricardo Coutinho que, em vez de diálogo, mandou cortar o ponto aos grevistas. Agora, é a vez dos técnicos administrativos da UEPB também cruzarem os braços.
Segundo oSintespb (Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior), esta segunda (dia 30), os TEs da universidade informam que decidiram paralisar suas atividades, “por tempo indeterminado”, também por conta da falta de diálogo do Governo do Estado. Os servidores cobram a volta da autonomia da UEPB e reajuste salarial, já que a categoria, como, aliás, as demais, estão com os vencimentos congelados, desde a chamada MP do Mal.
A decisão pela greve foi votada durante assembleia geral realizada desde 25 de junho. Já os professores ainda não se manifestaram em relação ao movimento, mas é notória a insatisfação dos docentes, que também podem decretar greve nos próximos dias. (Blog do Helder Moura, com Portal Correio)
***
#Política

Você pode gostar também

0 comentários