Veja vídeo: Roberto Paulino cobra memória de Ricardo Coutinho: ‘ele sabe da minha lealdade com ele em 2014, quando perderia a eleição’

Polêmica PB O jornalista Gutemberg Cardoso entrevistou na noite de terça-feira(14) o ex-governador da Paraíba e candidato ao Senado ...

roberto paulino master news - VEJA VÍDEO: Roberto Paulino cobra memória de Ricardo Coutinho: 'ele sabe da minha lealdade com ele em 2014, quando perderia a eleição'


Polêmica PB

O jornalista Gutemberg Cardoso entrevistou na noite de terça-feira(14) o ex-governador da Paraíba e candidato ao Senado Federal, Roberto Paulino(MDB). Durante a entrevista o candidato falou sobre sua candidatura ao senado federal, sobre a candidatura do candidato do seu partido ao governo do estado, José Maranhão(MDB) e sobre as pesquisas de intenção de voto realizadas no estado até o momento.

O candidato iniciou a entrevista falando sobre a atual candidatura ao Senado, Paulino definiu a eleição deste ano como a maior disputa de sua vida que ao comparar com pleitos dos quais ele já participou em sua juventude. Com um discurso muito consciente do cenário político atual Roberto Paulino afirmou que os principais motivos para o nascimento de sua candidatura são o fortalecimento do MDB enquanto partido na Paraíba e para ofertar ao eleitorado Paraibano uma nova opção em quem possam votar durante as eleições deste ano.






Roberto Paulino afirmou que caso eleito se fará presente na casa legislativa trazendo para a população do estado a memória de outros grandes representantes do poder político que teriam marcado a história política do nosso estado como: Tarcísio Burity, Humberto Lucena e outros, ”Serei um senador de quem o povo paraibano não irá envergonhar-se”. Em seguida Paulino elogiou o nome do senador José Maranhão(MDB) como candidato ao governo do estado e garantiu enxergá-lo como um nome diferenciado dentro do cenário local.




O candidato também falou sobre as vantagens para a sua campanha que ele teria obtido por o seu partido lançar unicamente a sua candidatura para disputar uma das duas vagas disponíveis para o senado este ano, segundo Roberto Paulino além de possuir o maior tempo de guia eleitoral dentre todos os candidatos ao senado ele também possui a vantagem de conquistar o segundo voto de muitos dos eleitores que ainda possuem apenas o seu primeiro candidato definido, ”muitas pessoas tem me dito: o meu voto é do senador ou o meu voto é da senadora, mas o meu segundo candidato é você Roberto”. Segundo ele isso lhe permitiria compor melhor as alianças com os outros candidatos em cada uma das cidades do estado, mas garantiu que apenas pedirá voto para si e nas situações em que for a primeira opção de votos dos eleitores não apontará nenhum nome como segundo candidato”.

Em seguida, o candidato falou sobre as análises que vem sendo feitas pela mídia através dos resultados das pesquisas de intenção de voto divulgadas até o momento, segundo ele é perceptível que estas eleições terão o maior numero de abstenções, pois o povo brasileiro não teria a intenção de votar, ”Mas aquele que ainda quer votar quer votar em nomes coerentes e competentes”. Roberto Paulino também garantiu não temer a diferença de intenções de voto entre o seu nome e o dos seus concorrentes, mesmo a sua candidatura não recebendo fundo partidário por parte do MDB nacional, ”Não sei se isso é uma imposição dos outros partidos que mandam no MDB atualmente”.




Mas apesar de avaliar as pesquisas, o candidato afirmou avaliá-las de forma extremamente cautelosa por compreender que elas possuem grande dificuldade para acertarem os resultados das urnas em nosso estado, ”Na Paraíba as pesquisas geralmente não acerta, mas de qualquer modo haverá segundo turno na Paraíba”, apostou o candidato que afirmou que caso o candidato do seu partido José Maranhão chegue ao segundo turno ele será eleito.




Sobre suas aspirações caso seja eleito senador, Paulino e criticou a postura de alguns políticos paraibanos que segundo ele possuem uma vivência carreirista tratando a política como um mercado profissional, ”vou entrar e sair do Senado Federal da mesma forma. Não sairei bilionário assim como muitos que estão em Brasília apenas para ganharem dinheiro”. Ele apostou na eleição do senador José Maranhão como governador do estado para os próximos quatro anos  e afirmou que poderá cobrar ao governador Ricardo Coutinho uma lealdade semelhante a que ele garantiu ao atual governador durante as eleições de 2014 quando o seu partido apoiou a sua reeleição.








***
#Política #Eleições2018

Você pode gostar também

0 comentários