Barbosa revela que mágoa foi por conta da demissão de aliada mas nega rompimento com Azevedo e o governador

Blog do Helder Moura Depois de provocar um tsunami no bunker do PSB, com denúncia de pressão sobre servidores estaduais, o deputado R...



Blog do Helder Moura
Depois de provocar um tsunami no bunker do PSB, com denúncia de pressão sobre servidores estaduais, o deputado Ricardo Coutinho emitiu nota, esta quarta (dia 5), afirmando que suas declarações não significaram houve rompimento, nem com a candidatura de João Azevedo, tampouco com o governador Ricardo Coutinho.
“O que me motivou (a dar as declarações) foi, na verdade, o afastamento de Samara Furtado do cargo de diretora do Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba, o Htop (uma extensão do Hospital de Trauma de João Pessoa), por suas ligações e apoio à minha candidatura, o que considero inadmissível”, revelou o deputado.
Segundo Barbosa, todo e qualquer candidato da base aliada do governador Ricardo Coutinho deve ser tratado de forma isonômica, sem que alguns servidores com cargos de comando imponham suas preferências aos subordinados.
*** 
#Política

Você pode gostar também

0 comentários