Deputada denuncia perseguição do Governo aos técnicos administrativos: “A Paraíba vive uma ditadura”

Blog do Helder Moura “Na Paraíba, vivemos em uma ditadura. Os trabalhadores não podem mais protestar, fazer greve e reivindicar direito...

Blog do Helder Moura
“Na Paraíba, vivemos em uma ditadura. Os trabalhadores não podem mais protestar, fazer greve e reivindicar direitos. O governador Ricardo Coutinho, que mudou muito sua forma de fazer política desde que foi vereador, não admite ser contrariado. É um absurdo que esses pais e mães de família tenham seus salários zerados apenas por reivindicarem seus direitos.” O desabafo é da deputada Camila Toscano.
Ela se refere ao que vem acontecendo com os técnicos administrativos do Estado, que se encontram em greve, desde o mês de abril, sem o que o governador tenha admitido sequer dialogar com a categoria e, pior, mandou zerar os seus contracheques. A deputada também criticou parte da bancada governista, que se negou a aprovar uma sessão especial na Assembleia para debater a questão dos servidores.
O pedido da sessão especial foi apresentado pelo deputado Raniery Paulino, mas acabou rejeitado por 15 votos contra oito: “É lamentável também ver que muitos colegas rasgam o que pregam para atender uma ordem do governador.” A deputada lamentou ainda que os técnicos administrativos depois de terem seus salários cortados por alguns meses resolveram voltar ao trabalho “por não suportar ficar sem seus salários, passando privação junto com as famílias”.
***
#Política

Você pode gostar também

0 comentários