Vereador do PSB rompe com 'girassóis' de Guarabira e anuncia apoio aos candidatos de ZT

O vereador guarabirense Jáder Filho (PSB) rompeu com o bloco político do governador Ricardo Coutinho (PSB) em Guarabira (PB). A notíc...




O vereador guarabirense Jáder Filho (PSB) rompeu com o bloco político do governador Ricardo Coutinho (PSB) em Guarabira (PB). A notícia abalou os aliados do governo nesta sexta-feira (14). A mídia governista, no entanto, logo buscou conter a repercussão e deu a sua versão sobre o fato. Como resultado, porém, mostrou que os “girassóis” de Guarabira são ‘mais do mesmo’, como este blog vem afirmando.

Ao dizer que o vereador “traiu” os “girassóis” e apontar para os cargos de confiança que ele e sua mulher ocupavam no Governo do Estado, a mídia governista ‘passa na cara’ sem considerar a liderança e o apoio que JF deu como aliado de RC na Câmara de Guarabira. A matéria também deixa claro que os “arautos da nova política” não têm nada de novo, pois vêm mantendo a prática do “toma lá, dá cá”.

Perguntar não ofende: se os governistas já observavam essa falta de alinhamento político por parte de Jadinho e sua esposa, por que, então, não os exoneraram dos cargos antes – já que, aparentemente, só serve para esse governo quem adota a subserviência para si?

Querem “acabar com as oligarquias” para ocupar o lugar delas no poder – é o que parece. Certamente, adotando as mesmas práticas e o coronelismo atual - cerceando a liberdade das pessoas em nome da subserviência girassol -, contra as quais eles tanto criticam.

Jáder disse estar magoado com a liderança do bloco em Guarabira. Conforme o vereador, sua esposa Rosane Emídio, como servidora do Hospital Regional de Guarabira, vinha sendo ‘vigiada’ e pressionada por aliados políticos durante o expediente.

Puseram pessoas para vigiar Rosane e a pressionava para ela mudar de postura, por ela atender pessoas ligadas a diferentes grupos políticos. Eu fiz de tudo para solucionar essa questão e não foi possível. Cheguei ao meu limite”, desabafou em entrevista.

Se um vereador - que tem influência política - e sua esposa sofrem perseguição e pressão por parte de lideranças girassóis, imagine quantas pessoas – que não têm influência, nem voz, senão o próprio voto a oferecer – têm sofrido caladas, sendo forçadas, pressionadas e ameaçadas...  

Com a tal “nova política”, se engana quem quer. E quem, de certa forma, depende dela.

O socialista também declarou que vinha sendo questionado por sua ausência nos eventos de campanha dos girassóis. Porém, ele justificou a ausência por estar assistindo seu pai e ex-prefeito Jáder Pimentel, que está enfermo na capital.

Jader Filho deixou claro que sua insatisfação é com os ‘girassóis’ de Guarabira. Ele garantiu que se Ricardo Coutinho fosse candidato a senador, teria o seu voto. Para anunciar seu desligamento do ‘jardim dos girassóis’, ele enviou uma carta ao governador.

A bancada aliada de RC contava com três parlamentares em Guarabira. Agora, só tem dois. Com a adesão de Jadinho, o prefeito ZT conta com oito.

Jader Filho rompeu com os ‘girassóis’. E, talvez, considerando que seu pai é aliado de Zenóbio Toscano, anunciou apoio ao seu grupo político.

Para selar a aliança, ele recebeu a visita do candidato a governador Lucélio Cartaxo (PV), de Camila Toscano (PSDB) e Pedro Cunha Lima (PSDB) - também candidatos -, aos quais declarou apoio.

Antes de dar sustentação a RC em Guarabira, Jáder Filho já foi aliado de ZT, para o qual volta agora. E também do grupo Paulino. #Política

Você pode gostar também

0 comentários