TRE amplia equipe de técnicos e fiscais para coibir fake news sobre urnas

Correio da Paraíba Na reta final dos preparativos para o segundo turno das eleições do domingo, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba ...

Resultado de imagem para trepb
Correio da Paraíba

Na reta final dos preparativos para o segundo turno das eleições do domingo, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) vai contar com uma estrutura especial para chegar mais rápido junto ao eleitor para coibir as fake news (notícias falsas) sobre ‘urnas viciadas’ ou ‘fraudes nas eleições’.

De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do TRE-PB, José Cassimiro Júnior, ao contrário do que ocorreu no 1ª turno, as equipes da Justiça Eleitoral vão estar de prontidão para chegar de imediato nos locais onde houve reclamações ou o registro de ocorrências para esclarecer o caso, com testes e até substituição da urna, caso seja necessário.

“Não podemos permitir que as pessoas saiam do local de votação dizendo que houve algum problema na votação. O foto dever ser esclarecido de imediato, porque a mentira repetida várias vezes, acaba soando para a opinião pública como verdade”, argumentou o secretário.

Cassimiro disse ainda, que para conter e, até mesmo coibir a chamada onda de Fake News contra o sistema de votação da Justiça Eleitoral e a inviolabilidade das urnas eletrônica, o TSE desenvolveu um sistema de recebimento de denúncias sobre essas questões também por meio do aplicativo Pardal, que além de casos de crimes eleitorais e irregularidades na campanha e no pleito, também conta com a opção para reportar problemas relativos ao sistema de votação e segurança das urnas.

“Vamos contar com o Pardal, com disque-denúncias e os próprios presidentes das seções eleitorais já estão orientados para entrar em contato de imediato com nossas equipes para que possamos nos deslocar ao local com a maior rapidez possível, para verificar a ocorrência e analisar se houve alguma falha, ou se foi apenas fruto da imaginação do eleitor, ou até mesmo pessoas agindo de má fé para difusão de fake news para tumultuar o processo eleitoral e colocar em xeque a segurança e credibilidade do processo eleitoral”, declarou.

O secretário de TIC do TRE-PB disse ainda que até às 19h de amanhã estará tudo pronto para as eleições de domingo, com as urnas instaladas nos 1.751 locais de votação nas 68 zonas eleitorais do Estado, nas quais estão aptos 2.867.649 eleitores a votar.

Será o mesmo esquema utilizado no primeiro turno das eleições, que ocorreu no último dia 7, com uma preocupação maior voltada para a correção dos problemas registrados naquele domingo, no qual foram eleitos o governador do Estado, o vice, os dois senadores e seus respectivos suplentes, 12 deputados federais e 36 estaduais. Sete seções serão instaladas nos presídios da Paraíba para votação dos presos provisórios. Também haverá duas seções para o voto em trânsito , em João Pessoa (Faculdade Maurício de Nassau) e em Campina Grande (Colégio Alfredo Dantas).

Após a identificação de todas as seções e instalação das urnas, os equipamentos serão testados e lacrados para garantir a lisura do processo eleitoral. Após os testes, os locais de votação serão trancados e policiais militares serão os responsáveis por fazer a segurança, impedindo o acesso de pessoas não autorizadas.

Todo o processo de organização dos locais de votação é acompanhado por funcionários do TRE-PB, representante do Ministério Público Eleitoral, fiscais dos partidos políticos e representantes da OAB-PB.

PM reforça efetivo

O efetivo que vai realizar o serviço de guarda de urna em outras cidades embarcou na tarde dessa quinta-feira (25), no Centro de Educação da Polícia Militar, na Capital. Foram 373 policiais que seguiram com destino ao Sertão e ao Agreste. Nesta sexta-feira (26), às 9h, outros 644 militares embarcam do mesmo local com destino às cidades do Litoral paraibano. Diferente do 1º turno, quando as eleições eram para a escolha dos cargos de governador, deputados estaduais e federais, senadores e presidente, com a realização de vários comícios, passeatas e carreatas simultaneamente em diversas cidades, no 2º turno o esquema de segurança conta com quase 2.500 policiais e vai priorizar o reforço nos maiores colégios eleitorais, atuando no policiamento dos eventos até a véspera do pleito, e, consequentemente, após a divulgação do resultado das urnas.

A partir desta sexta-feira (26), haverá a prontidão de policiais para atender demandas do Tribunal Regional Eleitoral, apoiar as atividades eleitorais e coibir crimes eleitorais que venham a ser constatados. Os Centros de Comando e Controle também serão instalados em João Pessoa, Campina Grande e Patos para acompanhar, em tempo real, a atuação da PM na guarda das urnas eleitorais, segurança dos mais de 1.700 locais de votação e no policiamento externo.

***
#Política

Você pode gostar também

0 comentários