Bruno Deriu e a campanha pelo voto consciente

Voltei! Ainda falando de política e de votação expressiva, dando sequencia a um artigo recente. O candidato do PSB de Guarabira (PB), co...


Voltei! Ainda falando de política e de votação expressiva, dando sequencia a um artigo recente. O candidato do PSB de Guarabira (PB), com toda estrutura e apoio estatal, conseguiu, apenas, 3.752 votos no município; e 8.176 votos na PB, nas eleições de 2018. Ainda assim, nas entrevistas que dá, "a voz do novo" diz que teve uma votação expressiva – mesmo tendo menos votos que seu aliado político Josa da Padaria, que - com todo respeito - largou uma história política por uma ilusão.

Se 3.752 votos for uma votação expressiva para um nome de ‘bastante influência’ no Governo do Estado, para quem já é conhecido na Paraíba e fez uso intenso do rádio no período que antecedeu a eleição – concedendo uma entrevista quase todo dia (para emissoras da mesma região, praticamente) - e teve espaço em sites e blogs, o que dizer então da votação do advogado guarabirense Bruno Deriu (Avante), candidato a Deputado Federal?

Sem estrutura, Dr. Bruno obteve 3.184 votos em Guarabira. E 4.114 votos na Paraíba. É ou não é muito voto para um desconhecido? E embora votando em João Azevedo (PSB) para governador, Deriu – que não tinha estrutura, nem grandes apoios e espaços diários na mídia local – ainda foi preterido pela turma dos girassóis de Guarabira.

E eu não duvido que esse “povo da nova política” tenha feito campanha contra a candidatura de Bruno Deriu, nos bastidores. E talvez isso tenha a ver com aquela entrevista que, sem nenhuma explicação convincente, fora cancelada em cima da hora pela direção de uma emissora de rádio local, lembra?

Sem serviço de som volante, sem marketing digital, sem entrevistas diárias, sem espaço em sites, sem espaço em palanque, sem influência no Estado (...), o advogado Bruno Deriu fez uma bela campanha pelo voto. Pelo voto consciente. #Política

Você pode gostar também

0 comentários