Governador Ricardo Coutinho volta a criticar eleição de Jair Bolsonaro: “O Brasil fez um retrocesso inadmissível”

Polêmica PB O governador Ricardo Coutinho (PSB) sugeriu, nesta terça-feira (20), que o país retrocedeu ao eleger Jair Bolsonaro para a ...

f3a9174d a3d1 4b54 bda3 17e15b0d0fe0 - Governador Ricardo Coutinho volta a criticar eleição de Jair Bolsonaro: "O Brasil fez um retrocesso inadmissível"
Polêmica PB
O governador Ricardo Coutinho (PSB) sugeriu, nesta terça-feira (20), que o país retrocedeu ao eleger Jair Bolsonaro para a Presidência da República. A declaração aconteceu na manhã desta terça-feira (20), quando o governador falava a jornalistas sobre o dia da Consciência Negra. Ele afirmou que a prática de racismo ficou evidente durante a campanha eleitoral.
“As questões relativas à juventude negra têm que estar no centro da discussão, porque me parece que o Brasil fez um caminho inverso, o Brasil fez um retrocesso que é inadmissível, então é preciso não permitir que quem pense “bisonhamente”, quem pense criminosamente possa ocupar espaços para destruir o tecido social brasileiro”, disse.
O governador criticou práticas racistas na campanha eleitoral. “Eu vi uma campanha que a prática de racismo ficou evidente. Racismo é crime. E a população ficou meio que anestesiada, achando que tudo é normal. Tudo não é normal. Normal é você respeitar os outros”, defendeu.
Questionado se estava se referindo à eleição de Jair Bolsonaro, o governador confirmou que sim, e disse acreditar que as conquistas sociais podem ficar ameaçadas no governo do PSL. “Sinceramente, sim. Evidentemente, não sou eu que digo. Ele diz e faz. O que você acha de se perder 8.500 médicos da melhor qualidade por causa de uma bravata de alguém que pensa que não acabou a eleição?”, criticou.
O governador da Paraíba voltou a criticar o fim do acordo com Cuba no programa “Mais Médicos” e ainda sugeriu que o presidente eleito precisa “medir as palavras” para não trazer prejuízos ao Brasil.
“Eu acho que é preciso medir as palavras. O presidente eleito já falou mal do Mercosul, que representa 22% do nosso comércio externo. Disse que vai mudar a embaixada de Israel para Jerusalém e desagradou todo o mundo árabe. A carne brasileira vai para as “cucuias”. Falou mal da China, o maior parceiro comercial do Brasil. Ou seja, nós vamos bater aonde? Sou apenas um brasileiro militante que me sinto na obrigação e no dever de fazer esse debate”, disse.
Ricardo Coutinho irá a um encontro com governadores do Nordeste nesta quarta-feira (21), em Brasília. Ele disse que vai defender as pautas sociais no encontro. “Eu vou pautar isso, eu quero que os governadores do Nordeste digam claramente se é possível alguém governador dessa forma ou se é possível ficarmos ficarmos calados”, destacou.

***
#Política

Você pode gostar também

0 comentários