Líder do PSB de Guarabira manda recado pelas redes sociais

O jornalista Célio Alves, líder do PSB de Guarabira postou, em seus perfis no Facebook e Instagram, que faz oposição ao prefeito de Guarab...

A imagem pode conter: texto

O jornalista Célio Alves, líder do PSB de Guarabira postou, em seus perfis no Facebook e Instagram, que faz oposição ao prefeito de Guarabira (PB), Zenóbio Toscano (PSDB). E mandou um recado. Na postagem, ele adianta que no ainda no primeiro semestre vai construir um projeto de cidade que será defendido pelo candidato do bloco em 2020. Disse também que o partido tem tamanho, história e o respeito da população para disputar as eleições do próximo ano. O candidato, no entanto, deve compreender, acreditar e defender o modelo de gestão do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), sequenciado por João Azevedo na Paraíba. Célio termina o post dizendo que não tem interesse no ‘poder pelo poder’ e que não tem ambições pessoais, mas novas ideias para Guarabira. Veja:




O socialista Célio Alves, que por muitos anos foi um aliado próximo da família Toscano, tenta chamar a atenção para si declarando fazer oposição ao prefeito de Guarabira, cidade onde o PSB disputou uma eleição municipal e perdeu – tendo Josa da Padaria, ex-aliado de Paulino, como candidato. Assim como CA, a maioria de seus liderados na legenda é dissidente do grupo de ZT. 

Faz oposição a ZT, né? Como explicar então as duas campanhas para presidente da Câmara de Guarabira, quando tiveram de se aliar ao gestor municipal para derrotar o candidato de Paulino - vereador Zé Ismai -; e por tabela a candidatura de um então aliado, Jader Filho? Nesse jogo alguém teve que se aliar a ZT para eleger Marcelo Bandeira, presidente da Câmara. Ou não? 

Continuando. Como o “projeto” que o PSB de Guarabira tinha para o município foi rejeitado, a legenda pretende construir um ‘novo projeto de cidade’ que será defendido pelo seu líder - que não teve votos para conseguir um diploma de deputado estadual em 2018 - ou por outro nome. Porém, ninguém compreende, acredita e defende mais o modelo de gestão de RC aqui do que Célio Alves.

Difícil mesmo vai ser convencer a população guarabirense de que o bloco governista não tem interesse no 'poder pelo poder' e nem ambições pessoais... Será mesmo que não tem? Vai ser mais difícil ainda convencer o eleitor que, talvez, “no toma lá, dá cá”, foi empregado ‘pela nova política’ nos cargos do Estado em ano eleitoral (2018) e, hoje, já está desempregado. 

É com esse povo que foi exonerado que o PSB de Guarabira espera contar de novo em 2020, será? 

Eu avisei, gente: esse filme eu já vi. A permanência da "militância" do PSB de Guarabira que foi para as ruas e, forçadamente, compartilhou conteúdo político na internet durante o período eleitoral, em 2018, dependia mesmo era do resultado das eleições. Como o resultado não foi o que o candidato esperava, a 'nova política' 'passou a vassoura' até em quem vestiu a camisa e deve tentar agradar novas cabeças daqui para frente. 

Os únicos que foram nomeados até agora são aqueles 'de enfeite' - próximos de gente próxima de CA: com poucas exceções. Dizem que o trabalho principal dessas figurinhas é acompanhar seu líder em entrevistas e agir com total subserviência política. A maioria já provou que não tem voto. Nem exerce qualquer influência na cidade. Mas tem a simpatia do secretário de João Azevedo. Isso basta.

***

Internautas fazem piada em postagem de site ligado ao Governo



Em postagem compartilhada no Facebook do Portal 25 Horas, cujo editor é ligado ao Governo do Estado, internautas fizeram piada em relação ao serviço prestado pelo líder dos girassóis de Guarabira. Um deles achou a melhor piada de 2019, 'essa de que Célio tem mais serviços prestados do que Paulino e Toscano juntos'. Célio logo respondeu. Outro, aliado girassol, entrou na conversa e ao anunciar que Paulino e Toscano vão levar uma lapada de votos, foi ironizado na rede social: "os votos obtidos por Célio Alves para deputado comprovam isto kkk", respondeu. Confira no post acima e nos prints:





#Política #Opinião


Você pode gostar também

0 comentários