Ponto final: Paraíba encerra um tempo sombrio de perseguições, ficção e propaganda abusiva

Blog do Helder Moura E, enfim, oito anos se passaram. Um governo que se anunciava com a proposta de mudar os velhos costumes políticos ...

Blog do Helder Moura
E, enfim, oito anos se passaram. Um governo que se anunciava com a proposta de mudar os velhos costumes políticos da Paraíba apenas repetiu as surradas fórmulas do antigo coronelismo. Foi o governo da ficção e certamente passará para a História da Paraíba como o período mais sombrio, especialmente no capítulo da liberdade de Imprensa e das perseguições.
Terá dentre suas marcas a fúria privatista, que levou à terceirização de hospitais e escolas públicas, e a instrumentalização de uma máquina movida a propaganda. Foi provavelmente o governador que mais aumentou impostos na História contemporânea. Foi o governo das promessas desmentidas pela realidade das ruas, especialmente no capítulo da violência.
Foi um tempo de escândalos. Só pra citar alguns: Jampa Digital, Cuiá, Propinoduto, Gari Milionário, Feijão Enterrado, Merenda Estragada, Empreender e o mais emblemático de todos, que foi o Caso Bruno Ernesto. Quando passar o efeito anestesiante massacrante da propaganda bancada pelos cofres públicos, em valores nunca vistos antes na Paraíba, a verdade deverá emergirá e derrubar certas máscaras.
Já vai tarde. A Paraíba precisa voltar a sorrir, e respirar um tempo de paz.
***
#Política

Você pode gostar também

0 comentários